AGRESTE VIOLENTO: UMA FORÇA QUE VAI ALÉM DA NOTÍCIA | Agreste Violento

PM CONECTADO

Águas Belas (87) 99919.2115
Angelim (87) 99979.3204
Bom Conselho (87) 98101.7402
Brejão (87) 98101.8739
Caetés (87) 98146.4946
Canhotinho (87) 99612.2683
Capoeiras (87) 99629.3543
Calçado (87) 98116.4066
Correntes (87) 98134.0114
Garanhuns (87) 98139.1576
Jupi (87) 99962.2743
Jucati (87) 98111.2481
Lajedo (87) 98156.0805
Lagoa do Ouro (87) 991794150
Paranatama (87) 98121.5364
Palmeirina (87) 98143.4566
São João (87) 98116.1430
Terezinha (87) 98124.0865

Rádios e Parceiros

terça-feira, 01 de novembro de 2016

logo-nova-agreste-violentoHá exatos seis anos, nascia o portal “Agreste Violento”. No início, despretensioso, apenas com a intenção de ocupar um vácuo no noticiário policial da região, outrora de grande repercussão. Sempre atento aos fatos e antenado com fontes de dentro dos batalhões e delegacias da região, o Agreste Violento ganhou força. Virou um fenômeno de audiência e conquistou não apenas o agreste mas foi além. Chegou aos sertões, ao agreste setentrional e hoje é acessado diariamente na capital do Estado e até fora de Pernambuco. É sem dúvidas, uma das principais fontes de notícias do Agreste de Pernambuco.

Tanto sucesso assim, não teria razão de existir, não fosse a dedicação de Paulo Fernando e Jailson Ferreira. Com o tempo, o design foi mudando, mas sempre mantendo as características iniciais como o preto ao fundo que representa o luto de uma sociedade por cada vida ceifada pelos criminosos. O Agreste Violento não acusa ninguém, faz um jornalismo imparcial e tem como credo sempre respeitar as vítimas e os seus familiares.

As emissoras de rádio da região se tornaram “viciadas” no portal e não só isso, viraram parceiras do Agreste Violento. Tanta audiência assim – até hoje são mais de 65 milhões de acessos -, não poderia ficar restrita apenas a casos policiais. A sua editoria decidiu abrir o leque e divulgar boas notícias também. São fatos que se tornam relevantes nas cidades do Agreste e logo viram notícia.

DENÚNCIAS – O portal também tem uma preocupação em participar da vida sociedade, ajudando na elucidação de casos complexos. O serviço de denúncia é um dos pontos fortes do Agreste Violento. O internauta que sabe do paradeiro de algum foragido ou de algum crime que ocorre em silêncio, denuncia no portal, que por sua vez, encaminha o pleito às autoridades competentes. Assim, o jornalismo deixa de ser apenas notícia e se torna parceiro da sociedade.

Vida longa ao Agreste Violento!

Paulo Fernando

Compartilhe