| PORTAL AGRESTE VIOLENTO

PM CONECTADO

Águas Belas (87) 99919.2115
Angelim (87) 99979.3204
Bom Conselho (87) 98101.7402
Brejão (87) 98101.8739
Caetés (87) 98146.4946
Canhotinho (87) 99612.2683
Capoeiras (87) 99629.3543
Calçado (87) 98116.4066
Correntes (87) 98134.0114
Garanhuns (87) 98139.1576
Jupi (87) 99962.2743
Jucati (87) 98111.2481
Lajedo (87) 98156.0805
Lagoa do Ouro (87) 991794150
Paranatama (87) 98121.5364
Palmeirina (87) 98143.4566
São João (87) 98116.1430
Terezinha (87) 98124.0865

Rádios e Parceiros

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Um homem foi preso na tarde desta terça-feira (17) no centro do município de Bom Conselho, no Agreste pernambucano.

A Polícia Militar informou que populares flagraram, Diogo dos Santos Lopes, de 21 anos, se masturbando nas proximidades da promotoria pública, o elemento foi levado para a delegacia de Polícia Civil, e responderá a um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO).

Compartilhe   

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Capitão Gílson,

Como pôde o senhor nos deixar em uma hora como essa?

Agora!? Assim!? Como!?

— Mas…

Mas o quê, Capitão?

Capitão, bem sabia o senhor do momento, que passamos. É preciso dizer que a violência se alastra e já domina tudo? Capitão, quem mais segura os homicídios? Os assaltos a bancos? Os roubos e furtos outros? Quem, Capitão? Quem mais segura essa violência doméstica? Pior ainda, quem mais segura esse banditismo nunca dantes registrado em anuários policiais daqui e além-mar, como atores tendo os “de cima”, e cujos crimes, com enorme reflexo, fazem os “debaixo” parecer meninos de rua, estes por mais vis que sejam? Capitão, quem segura? Jogamos um jogo desigual, Capitão. Ainda não foi perdida a esperança, certamente. Mas assim, com o senhor se retirando do campo de batalha, um titular absoluto e inquestionável da posição. Assim, Capitão, o inimigo somente tem a agradecer, ele já fortalecido, menos pelos meios próprios, e mais (muito mais) pela Ausência do Poder Público. Assim, são “as batatas” de Machado de Assis ao inimigo vencedor, nos restando a desolação e a desilusão. A morte metafórica. Somos todos defuntos.

— Sei de tudo isso. Mas, eu fiz a minha parte.

Perdão, Capitão! Fez mesmo! Como fez! É que a fenda aberta preocupa. Deixa-nos assim, meio que perdidos, meio que desencorajados, meio que vencidos. Vá em paz. Que seu Espírito de Guerreiro se manifeste em nossas pequenas almas. Nos encoraje. Precisaremos. É grande o desafio.

Passava pelas imediações do hospital Monte Sinai, ali vendo viaturas da PM. Pensei se tratar de um companheiro ferido. Na esperança de esclarecimento, buzinava. Ninguém me ouvia. A dor já conhecida paralisava. Fazia sentido. Adiante, ouvi alguém comentando: “Capitão Gílson morreu de infarto!”. — Deus, disse a mim mesmo. Um ladrão é a morte. Ela vem e nos leva sorrateira e mansamente. Levou o Capitão. Levou-O.

De há muito tempo conhecia o Capitão Gílson. Que na verdade, era ele muito conhecido. Lembro-me dele na cidade de Correntes, então nascendo nossa amizade. Passamos, PM e Delegacia, a fazer Operações Conjuntas. Compartilhávamos informações e somávamos esforços. Ainda que não inteiramente limpa e livre, por um bom tempo Correntes se viu com os índices de violência bem abaixo da média das cidades do seu porte. Tantas outras da região preocupavam, SIM. Como depois do encontro vem o desencontro (como diz o poeta), a vida é isso, tomamos rumos diferentes, mas enraizados pelo trabalho que gerou admiração e respeito recíprocos.

Um abnegado no sentido religioso, Capitão Gílson. Um altruísta. Renunciava a si mesmo e carregava a cruz da instituição. A coisa anormal e fora do lugar incomodava mais a si do que a qualquer um outro. Disso convencido, ele convencia. Partia então para “um chamado” envolvendo os mais diversos segmentos da sociedade, tudo em prol e para o desejo comum: a tranquilidade pública. Correntes. “Policial Negociador” do Gati. Bom Conselho. Honraria em Iati. Voto de Aplauso em São Bento do Uma. Belo Jardim. O Capitão Gílson marcou. Uma marca. Mais do que um Chefe, grande Líder. Chefes existem às pencas por aí. Líderes, uma raridade. O Capitão Gílson tinha liderança. Ele não dizia “Vá!”, próprio dos sem comando. E sim “Vamos!”, bomba de efeito moral que encoraja os comandados fazendo-os seguir, incondicional e destemidamente, a liderança. Aqui o Capitão foi ímpar. Firmou-se como líder. Firmou-se pelo exemplo, que é tudo.

— Esperou o verão para fazer ponto final na sua doce lavoura. Partiu em janeiro. Em verdade, quem morreu não foi ele. Foram as coisas, que deixaram de ser vistas pelos seus olhos. Foram os objetos que a sua mão deixou de tocar. Os seus livros, amigos, estamos defuntos. Foi o mundo que morreu nos seus cinco sentidos. Correntes e outras cidades choram a morte do Capitão. Copiosamente, Bom Conselho chora. O Capitão Gílson “combateu o bom combate” do apóstolo Paulo. Viveu sua fé: acreditava no que fazia. É sua Capitão Gílson A Coroa do Dever Cumprido. O senhor foi plural. Então,

José Maria

Comissário de Polícia

 

Compartilhe   

domingo, 15 de janeiro de 2017

Uma multidão de pessoas compareceram ao velório e sepultamento do Capitão Gilson Cerqueira, de 41 anos, neste sábado (14) em Bom Conselho, no Agreste de Pernambuco.

O corpo foi velado na chácara onde o capitão morava na Serra de Santa Terezinha, as 15h00 seguiu para a Igreja Matriz de Nossa Senhora do Bom Conselho, onde uma missa de corpo presente foi celebrada.

Passava das 17h00 quando o caixão foi fechado e levado para o Cemitério Santa Marta, no trajeto mais uma vez uma multidão aguardava a passagem do cortejo fúnebre, que seguiu pelas ruas da Bom Conselho que Gilson tanto amou e foi amado. O corpo foi sepultado sob aplausos por volta das 18h00.

Capitão Gilson, faleceu na tarde da sexta-feira (13), após um procedimento cirúrgico para implosão de um cálculo renal em um hospital de Garanhuns, ele sofreu duas paradas cardíacas e não resistiu.

Compartilhe   

sábado, 14 de janeiro de 2017

Compartilhe   

sábado, 14 de janeiro de 2017

Em nome dos Juízes de Pernambuco, lamento profundamente o falecimento do Capitão Gilson, homem sério e honrado, sempre ativo e combatente na aplicação da lei e proteção à família pernambucana. Hoje o judiciário perde um dos seus melhores parceiros. Hoje o judiciário está menor, pois um homem de garra e coragem nos deixou.

A despedida é um momento de tristeza, mas o Capitão Gilson sempre será lembrado por todos nós, pois escreveu seu nome ao lado dos grandes.

Marcos Antonio Tenório
Juiz de Direito

Compartilhe   

sábado, 14 de janeiro de 2017

Em nome de toda Advocacia Pernambucana e Alagoana, lamentamos o falecimento do Capitão Gilson Cerqueira.

Capitão Gilson, Sempre representou de forma inenarrável a Polícia Militar, como também as pessoas de bem do Estado de Pernambuco.

Cumpriu seu ofício com amor, era respeitado em toda região, por ser um homem íntegro, reto, e operacional.

A segurança pública do Estado de Pernambuco, sofre uma grande perca, como também toda sociedade.

A advocacia está em Luto, que Deus console toda família e amigos.

Anderson Bruno Barros
Advogado

Compartilhe   

sábado, 14 de janeiro de 2017

O velório do Capitão Gilson acontece em sua chácara na Serra de Santa Terezinha até as 15h00, de onde segue para a Igreja Matriz Nossa Senhora do Bom Conselho, onde será realizada uma missa de corpo presente.

O sepultamento está programado para acontecer as 17h00 deste sábado (14) no Cemitério Santa Marta, no município de Bom Conselho.

Compartilhe   

sábado, 14 de janeiro de 2017

Meu amigo, fostes chamado prematuramente, deixando a todos incrédulos com essa sua ida repentina, jamais imaginávamos que serias convocado tão cedo para integrar o exército do Altíssimo.

“Lutastes o bom combate meu amigo, vencestes a guerra, guardartes a fé”, hoje está no plano superior comandando as tropas celestiais.

Vai com Deus meu grande amigo/irmão Gilson, que descanse em paz e que Deus conforte a todos os familiares.

Alysson Câmara

Delegado de Polícia

Compartilhe   

sábado, 14 de janeiro de 2017

Nós, policiais civis da Delegacia de São Bento do Una lamentamos a morte do nobre amigo e oficial da PMPE, Capitão Gilson, militar muito dedicado à Segurança Pública deste estado e que prestou relevante serviço à sociedade Pernambucana, em especial, há pouco tempo, à população de São Bento do Una, local em que, recentemente, comandou a Companhia local.

Deus abençoe seus familiares! Descanse em paz, amigo Gilson!!!

José Luzia

Delegado de Polícia

Compartilhe   

sábado, 14 de janeiro de 2017

As Delegacias de São João, Angelim e Canhotinho, representadas pelo Delegado Marcos Omena, lamentam, profundamente, a perda prematura do amigo e excelente profissional Capitão Gilson.  Homem de fibra e garra que soube muito bem representar os valores policiais e, acima de tudo, da amizade.

Que Deus conforte a todos.

Marcos Omena

Delegado de Polícia

Compartilhe