| PORTAL AGRESTE VIOLENTO

PM CONECTADO

Águas Belas (87) 99919.2115
Angelim (87) 99979.3204
Bom Conselho (87) 98101.7402
Brejão (87) 98101.8739
Caetés (87) 98146.4946
Canhotinho (87) 99612.2683
Capoeiras (87) 9.9819-5367
Calçado (87) 98116.4066
Correntes (87) 98134.0114
Garanhuns (87) 98139.1576
Jupi (87) 99962.2743
Jucati (87) 98111.2481
Lajedo (87) 9.8144-9320
Lagoa do Ouro (87) 991794150
Paranatama (87) 98121.5364
Palmeirina (87) 98143.4566
São João (87) 98116.1430
Terezinha (87) 98124.0865

Rádios e Parceiros

terça-feira, 18 de abril de 2017

Um adolescente de 16 anos suspeito de participação no assassinato de Luciano Ferreira da Silva, de 32 anos, foi apreendido pela Polícia Militar na tarde desta segunda-feira (17), no Sítio Ladeira Grande, zona rural do município de Brejão, no Agreste de Pernambuco.

O adolescente é foragido da FUNASE, foi levado para a delegacia, negou participação no crime, ficando a disposição da autoridade policial.

Entenda o caso

Luciano morreu na tarde do último domingo (16), no Hospital Regional Dom Moura, onde estava internado desde a quinta-feira (13/04), ele foi lesionado com pedradas na região da cabeça, o caso continua sendo investigado pela Polícia Civil, o adolescente junto com outro comparsa de maior idade, é apontado como autor do crime.

Compartilhe   

segunda-feira, 17 de abril de 2017

Morreu na tarde deste domingo (16), o homem vítima de tentativa de homicídio no município de Brejão, no Agreste de Pernambuco.

Luciano Ferreira da Silva,  32 anos, sofreu lesões de natureza grave provocadas por pedradas na cabeça, o fato aconteceu na noite da última quinta-feira (13/04), ele estava internado no Hospital Regional Dom Moura.

Agentes da Polícia Civil de plantão na Divisão Especial de Apuração de Homicídios, estiveram no necrotério do hospital, liberando o corpo que foi encaminhado para o Instituto de Medicina Legal (IML) de Caruaru.

Com as informações do caso, os agentes passaram a realizar diligências no município de Brejão, onde conseguiram identificar os autores do crime, um deles é menor de idade e foragido da FUNASE, ele conseguiu fugir ao notar a presença dos policiais, o outro foi preso em casa, conduzido para o plantão da 18ª Delegacia Seccional, ouvido e teve que ser posto em liberdade por não existir mais flagrante. O caso será concluído pela delegacia de Brejão que irá representar pela prisão dos imputados.

Compartilhe   

sexta-feira, 14 de abril de 2017

Um agricultor foi encontrado caído na noite desta quinta-feira (13), na Rua José Pinto Tenório, em Brejão, no Agreste pernambucano.

A vítima Luciano Ferreira da Silva, de 32 anos, apresentava lesões graves na região da cabeça, provocadas por pedradas, ele foi socorrido em estado grave para o Hospital Regional Dom Moura, em Garanhuns. No local ninguém soube da informações de quem praticou o crime.

Compartilhe   

quarta-feira, 12 de abril de 2017

Obviamente. Não me refiro àquela canção de Lula na campanha presidencial de 1989 vencida por Fernando Collor. Até hoje é lembrada e se tornou o principal jingle político da história brasileira: “Brilha uma estrela. Cresce a esperança. Sem medo de ser feliz”. O Lula hodierno está mais para Ary do Cavaco e sua composição “Reunião de Bacana”:  “Se gritar pega ladrão, não fica um meu irmão…” Seria o primeiro a dar no pé. O último a ser alcançado como se tem visto. Ary a compôs em 1981, mas acho que fez uma viagem no tempo. Se na China de Mao houve uma revolução cultural, aqui a roubalheira tomou corpo e se deu em tamanha monta que quase criou um quadro de convulsão social com abalo das instituições políticas. Grande timoneiro? Lula. “Passa o tempo. Vale a espera. Com toda a certeza.” É Lula lá: em Curitiba.

Se tem um caminho que vem sendo percorrido por Lula é o iter criminis. A pergunta que não quer calar é por que ele ainda não foi preso. Não foi por quê? Porque é Lula, é isso? Como alguém com extensa folha policial ainda pode circular livremente quando tantos outros (por menos) já foram trancafiados? Afronta-se ao Princípio Fundamental do Direito Penal de que “todos são iguais perante a lei”, que também é um imperativo republicano. Acusado de tentar obstruir as investigações da Lava-Jato, Lulinha se tornou réu pela primeira vez na Justiça Federal de Brasília. Nada de Curitiba e de Moro, seu “perseguidor”. Continuando na sua trilha criminosa, vira réu pela segunda vez, agora na Lava-Jato. Cai nas garras de Sérgio Moro. Teria recebido 4 milhões em propinas da empreiteira OAS. Pronunciou-se: “Sou honesto. Só Jesus ganha de Mim”. Vai brincando com o nome do Senhor, Satânico. Sem poder, mulher se foi, e amigos, os da sua mão esquerda. Não desse conta do isolamento sobrevindo? Nem Diógenes foi tão cínico (figurado). Nada de novo sob o Sol para quem é ateu de berço, mas apóstolo de Cristo em período eleitoral. Caminhando como cidadão intocável e que “neste país não existe alma viva mais honesta”, lhe sobrevém outra ação penal, réu pela terceira vez. Leitor, não perca a conta. Aqui é visto como o grande lobista das empreiteiras e seus interesses externos patrocinados com dinheiro do BNDES. Cuba ganhou quase US$ 900 milhões. Enquanto isso deixou de concluir a transposição do Rio São Francisco e reconstrução das rodovias brasileiras como a BR-319 (AM), vital para o escoamento da produção agrícola. Como Pai presente, resolveu intervir no (des) governo da anta Dilma beneficiando o filhinho com R$ 2,5 milhões, lhe advindo a ação penal 4, a 5 no âmbito da Lava-Jato por recebimento de propina com Palocci. Tem mais: a questão do Sítio em Atibaia e seu Instituto com palestras e doações “me engana que eu gosto”. É pouco?

Síndrome do coitadinho. O sujeito se coloca como vítima e a culpa é sempre do outro. Perdido, o “amigo” apela em todas as linhas. A jurídica vem se mostrando vencida a despeito de o esforço. Inocente dispensa advogado. Não é o caso de Lulinha que tem uma banca (e que banca!). Cercou-se de um time composto por mais de vinte advogados. Alguém já ouviu falar em Dallari e Konder Comparato e Bandeira de Mello? Sem falar em outros consagrados e até um ex-ministro do STF. Essa é a banquinha do inocente. Somente um habeas corpus custou R$ 15 milhões ao Lula pobre. Não por menos que essa defensoria pública tem feito de tudo para livrar o gângster. Recorreu à ONU colocando Lulinha como vítima de “lawfare”, manipulação da lei contra alguém declarado como inimigo político. Foi até Harvard atrás de um professor renomado e veio (a banca) com uma “presunção de culpa”. E uma campanha “Por um Brasil justo para todos e para Lula”, claro viés de desigualdade. Como parte da estratégia de sua defesa, foi lançado o livro “O caso Lula — A luta pela afirmação dos direitos fundamentais no Brasil”. Não ria, leitor, é sério! Poderia ser “Lula e a espoliação do patrimônio nacional”. O alvo do livro é o juiz Sérgio Moro, para Lulinha um inquisidor, quer seu afastamento do processo e até (pasmem) a prisão dele. Agora é o peixe que pesca o anzol. Assédio processual. É o que tem feito a defesa de Lulinha. Manobras processuais infundadas com o fito de impedir a Justiça atingindo também a sociedade. O “amigo” é de uma amoralidade espantosa. Suscitou o “Queremismo de Vargas”, o povo o querendo de volta. “Lula, ladrão, seu lugar é na prisão!”. Quer mesmo! Fez discurso no velório da mulher destacando a criação da CUT e do PT, somente depois lembrou a defunta: “Sustentou a barra”. Alma desalmada!

O cerco vem se fechando. Logo, e esse macumbeiro da política há de ser alcançado pela Justiça. Ouvi-lo, um enjoo. Cara deslavada com  discursinho surrado e anacrônico. Ladainha de quem não se reciclou e cuja plateia vem se resumindo a gatos-pingados padecidos pelo mal da alienação ou do interesse escuso igualmente. O Lula sindicalista e orgulho de um povo não passou de ficcionismo. Nu e cru e se revelou como outra “A Grande Mentira”. Réu em cinco ações penais e outros tantos indiciamentos, causa até estranheza o sujeitinho ainda solto. Corrupção passiva. Lavagem dinheiro. Tráfico de influência. Organização criminosa. Outros delitos. Nunca antes (na história deste país) e nosso Código Penal foi ignorado per si. Como pode alguém ainda lhe dar crença? Até Lúcifer tem seguidores, então… Pesquisa colocá-lo na dianteira presidencial não se sustenta. Primeiro: na lista somente havia desonestos. Se presentes um Joaquim Barbosa, Moro, Ellen Gracie e Cármen Lúcia (saias de respeito), e Lulinha cai para lixeira. Segundo: “Previsão política é loteria até para o dia seguinte”, dizia Tancredo Neves. Outubro de 2018: a essa altura ele vai estar cumprindo sua merecida pena. Em “O Impostor”, um escritor narra a história de um ex-sindicalista muito admirado pelos seus. Viajava pelo país emocionando pelos seus discursos.  — Esvaziou a si mesmo e reencarnou no fantasma que fabricou. Uma hipérbole monstruosa da impostura. Enganou todo um povo. Um exímio histrião —, Vargas Llosa. História verídica do espanhol Enric Marco, ou de Lula. Caricato e pantomímico. Uma piada. Findou-se nisso.

Quixotesco. — Vindo de outros tempos, mas no horário. Por amor às causas perdidas. Que os moinhos de vento sejam dragões e as vendinhas castelos e os comerciantes adversários. É Lula. Seu discursinho de há muito tempo vencido: Estado interventor e luta de classes e elite branca e blá-blá-blá. Um Dom Quixote moderno. Talvez nem seja nada disso, o sendo pela conveniência. Tem a si/seus inertes e os Sanchos Panças da vida que, embora conscientes da realidade, o seguem nas desventuras. Que a Lula sobrevenha a maior delas: Cadeia — ainda que tardia.

José Maria

Compartilhe   

quarta-feira, 12 de abril de 2017

Quem chega ao Povoado Santa Rita em Brejão, logo percebe que a tradicional Escola Intermediária João Cabral da Silva Filho está de cara nova, e não é só a mudança na renovação das cores, é que o governo municipal por meio das Secretarias de Educação e Obras, realizou recentemente a reforma de todas as instalações da referida unidade educacional, entregue pela antiga gestão, com sua estrutura bastante comprometida. O espaço foi contemplado com serviços de pintura, troca de parte do telhado, melhorias nas instalações elétricas e hidráulicas.

Atendendo a cerca de 400 alunos matriculados, a Escola João Cabral funciona nos turnos manhã e tarde, oferecendo  educação infantil (1º ao 5º ano) e ensino fundamental (6º ao 9º ano), com uma estrutura bastante ampla, composta de 11 salas de aula, pátio para recreação e eventos, biblioteca, quadra de esportes descoberta, sala de professores, diretoria, cozinha, almoxarifado, banheiros e espaços com acessibilidade, a escola que tem como gestora a professora, Everane Eulálio Rodrigues, conta sobretudo, com uma equipe de 34 profissionais que estão comprometidos com uma educação de qualidade e transformadora.

Outra ação importante, idealizada pela secretaria de educação, foi a reabertura de 3 escolas, fechadas no governo anterior, o trabalho tem como objetivo,  facilitar o acesso dos alunos que residem em localidades distantes.

Investir na melhoria da educação de Brejão, está entre as prioridades do governo municipal, a prefeita Beta Cadengue tem demonstrado disposição e muita determinação para trabalhar na solução dos problemas encontrados no município, além de contar  com a experiência e dedicação, do secretário Erivan Lopes e equipe.

Compartilhe   

sábado, 08 de abril de 2017

Um homem de 49 anos morreu atropelado no final da manhã deste sábado (8), na Vila Ferreira, às margens da PE-218, no Município de Brejão no Agreste pernambucano.

De acordo com a Polícia Civil, a vítima foi identificada como sendo o José Roberto da Cunha que morava ali mesmo na Vila Ferreira. Populares informaram à polícia que, a vítima atravessava a rodovia quando foi atropelada por um veículo de cor branca. O motorista do veículo permaneceu no local até a chegada da polícia e foi apresentado na Delegacia Regional de Garanhuns para esclarecer o ocorrido.

Compartilhe   

sexta-feira, 07 de abril de 2017

Nesta quinta-feira(06), o governo da prefeita Beta Cadegue, mostrou mais uma vez, a sua força junto ao governo do estado, é que por ocasião da sua passagem pelo Agreste Meridional, o governador Paulo Câmara, também cumpriu agenda no município de Brejão.

Acompanhado do ex prefeito Sandoval Cadengue, lideranças politicas do município e da região, secretários de estado, deputados estaduais, prefeitos, vereadores, e outras autoridades, o chefe do executivo estadual, inaugurou um sistema simplificado de abastecimento d´água que atenderá cerca de 300 famílias, que residem nas comunidades de Vista Alegre, Onça, Curiquinha, Curica e Repartição, além de entregar aos agricultores da Vista Alegre, 54 títulos de posse de terra.

Além da inauguração e entrega de títulos de posse, o  governador Paulo Câmara, assinou importantes convênios com o município, foram assinados convênios para a liberação de recursos, onde serão perfurados mais 9 poços artesianos, convênio do programa de aquisição de alimentos(PAA) e convênio do programa leite de todos.

“Isso é só o começo, isso é mostrar a força do nosso compromisso, diante do que esperamos para Brejão, dizer a todos, que a gente tá em busca de novos investimentos, de novas ações para beneficiar a nossa população. Tenho certeza que o povo de Brejão irá reconhecer todo o  trabalho do governador Paulo Câmara e de sua equipe, na nossa região, e o senhor pode contar conosco” Enfatizou a prefeita Beta Cadengue, ao discursar para o público presente.

Já o governador Paulo Câmara, destacou as ações do seu governo em prol do Agreste pernambucano, e disse que o estado está preparado para realizar grandes obras em favor da população, o gestor também aproveitou sua fala, para agradecer a recepção da prefeita Beta Cadengue, reafirmando o seu compromisso com o desenvolvimento do município.

Ao término do evento em Brejão, o governador seguiu com sua comitiva para a cidade de Garanhuns, onde na tarde desta quinta-feira, reuniu toda sua equipe de governo para participar do seminário “Pernambuco em Ação”.

Compartilhe   

quarta-feira, 05 de abril de 2017

Já está na cadeia pública do município de Bom Conselho, Fabricio Soares Pereira, de 18 anos, que no último sábado (1), esfaqueou a companheira no município de Brejão, no Agreste pernambucano.

A vítima Olívia Maria da Silva, de 25 anos, não resistiu a gravidade da lesão e faleceu na tarde desta terça-feira (4), no Hospital Regional Dom Moura, em Garanhuns, o delegado Alex Almeida, representou pela prisão do acusado que foi recolhido.

Compartilhe   

quarta-feira, 05 de abril de 2017

Morreu na tarde desta terça-feira (4), no Hospital Regional Dom Moura, em Garanhuns, no Agreste pernambucano, a agricultora Olívia Maria da Silva, de 25 anos.

No último sábado (1), após um desentendimento o companheiro de Olívia, identificado como Fabricio Soares Pereira, de 18 anos, desferiu um golpe de faca em seu abdômen, ela foi socorrida para o Dom Moura, onde passou por procedimento cirúrgico e permaneceu internada, mais não resistiu.

No dia do crime Fabricio fugiu, nesta terça-feira ele foi preso pela Polícia Militar quando tentava saber do estado de saúde da companheira no hospital, o criminoso foi levado para o plantão da 18ª Delegacia Seccional de Garanhuns, onde foram adotadas as medidas cabíveis.

Compartilhe   

terça-feira, 04 de abril de 2017

O Governo de Brejão comemora mais uma conquista, a ampliação da oferta de água na zona rural do município é realidade, é que na próxima quinta-feira(06),  a partir das 09 horas manhã, no campo da Portuguesa no Sítio Vista Alegre, o governador Paulo Câmara acompanhado de alguns Secretários de Estado, e autoridades da região do Agreste Pernambucano, estará inaugurando um sistema simplificado de abastecimento de água, que beneficiará mais de 300 famílias que residem nas comunidades, Vista Alegre, Onça, Curiquinha e Repartição.

E trabalhando para avançar na regularização fundiária em Pernambuco, o governador Paulo Câmara, também fará a entrega de vários títulos de propriedade a trabalhadores rurais do município de Brejão. A ação beneficiará os pequenos agricultores, que terão acesso a políticas públicas rurais e benefícios sociais.

A agenda do chefe do executivo estadual no município, é uma demonstração de prestígio político da Prefeita Beta Cadengue junto ao governo do estado de Pernambuco. Nos bastidores, o ex prefeito Sandoval Cadengue vem trabalhando intensamente, para ajudar a atrair obras importantes para Brejão.

Compartilhe