| PORTAL AGRESTE VIOLENTO

PM CONECTADO

Águas Belas (87) 99919.2115
Angelim (87) 99979.3204
Bom Conselho (87) 98101.7402
Brejão (87) 98101.8739
Caetés (87) 98146.4946
Canhotinho (87) 99612.2683
Capoeiras (87) 99629.3543
Calçado (87) 98116.4066
Correntes (87) 98134.0114
Garanhuns (87) 98139.1576
Jupi (87) 99962.2743
Jucati (87) 98111.2481
Lajedo (87) 98156.0805
Lagoa do Ouro (87) 991794150
Paranatama (87) 98121.5364
Palmeirina (87) 98143.4566
São João (87) 98116.1430
Terezinha (87) 98124.0865

Rádios e Parceiros

sábado, 11 de junho de 2016

Três elementos armados praticaram um roubo a estabelecimento comercial na noite desta sexta-feira (11), no município de Brejão, no Agreste de Pernambuco.

A ação criminosa aconteceu no Sítio Simbaíba, os criminosos chegaram no bar, anunciaram o assalto levando celulares dos clientes, dinheiro, um aparelho de som, DVD e uma TV do estabelecimento, após a ação eles fugiram tomando destino ignorado.

Compartilhe   

quarta-feira, 18 de maio de 2016

cicero ferreira mandado de prisao brejao agresteviolento.com.brNa manhã desta terça-feira (17), policiais civis da delegacia de Brejão, deram cumprimento a mais um Mandado de Prisão, este agora em desfavor de Cícero Ferreira da Silva, vulgo “Cicinho”, 25 anos, morador da Rua do Caiana, Vila da Paz, cidade de Brejão.

No dia 19/01/2014, “Cicinho” entrou em luta corporal com a pessoa de Djair Manoel dos Santos. Depois de uma discussão acalorada, aquele ofendeu a integridade física deste com vários socos e pontapés e lhe causando sérias lesões. Foi socorrido pelo Samu e encaminhado ao HRDM de Garanhuns. A conduta delitiva de “Cicinho” se amolda no artigo 129 do CPB e com fulcro no artigo 89 da Lei 9.099/95. Enseja a suspensão do processo desde que o acusado não esteja sendo processado ou não tenha sido condenado por outro crime. É uma medida despenalizadora indireta que permite a extinção da pretensão punitiva evitando eventual sanção penal, mas o acusado fica comprometido a comparecimento em juízo (mensalmente) para informar e justificar suas atividades. “Cicinho” não o fez e assim o juiz da Comarca de Brejão converteu a referida suspensão em três meses de detenção que agora vai ser cumprida. Ele foi apresentado à Autoridade Policial de plantão, Dr. Alex Almeida Silva, que, após as medidas de praxe, o encaminhou à Cadeia Pública da cidade de Bom Conselho.

Compartilhe   

segunda-feira, 16 de maio de 2016

Dois homens participavam de uma bebedeira em uma churrascaria às margens da PE-218, no Município de Brejão, quando ambos se desentenderam após uma discussão. De acordo a Polícia Militar, um elemento de vulgo “Carlinhos” armado com uma faca peixeira desferiu golpes na região do abdômen do Edson Nascimento, de 19 anos, e evadiu-se do local.

A vítima foi socorrida para o Hospital Regional Dom Moura em Garanhuns e logo transferida para a cidade de Caruaru devido ao crítico estado de saúde que se encontrava.

O policiamento do município realizou buscas para capturar o acusado, porém, o mesmo não foi localizado. A ocorrência foi repassada para a Delegacia de Polícia Civil para dar continuidade às investigações.

Compartilhe   

segunda-feira, 09 de maio de 2016

Ocupantes da Picape Strada eram assaltantes e roubaram uma Amarok que parou pra presta socorro às vítimas.

Acidente fatal PE-28-Brejaomotoacidente vitima fatal brejao agresteviolento.com.br 2Um grave acidente por volta das 17h40m deste domingo (08/5), resultou na morte de um motociclista na rodovia PE-218, no município de Brejão, no Agreste.

A vítima fatal, Clemilton Ferreira da Silva, de 44 anos, residia na Praça Frei Damião, no Centro de Brejão/PE. Segundo informações da PM, ele trafegava em uma moto Factory YBR de cor prata e placa KLZ-0918/PE, sentido a cidade de Brejão, quando após uma ultrapassagem colidiu frontalmente com uma Picape Strada que vinha em sentido contrário, em alta velocidade. O motoqueiro teve uma das pernas decepada.

Com o impacto da batida a Strada saiu da pista e pegou fogo, o carro era ocupado por cerca de quatro elementos que estavam armados e gritaram “tem criança no carro”, com isso, dois irmãos comerciantes da cidade de Arapiraca/AL, ocupantes de uma Amarok, cor branca, ano 2013, placas ORM-7350/AL, que passavam pelo local pararam para prestara socorro e foram rendidos pelos elementos que fugiam no veículo em direção a Garanhuns. Ainda de acordo com a polícia, os meliantes haviam acabado de efetuar um assalto na cidade de Bom Conselho e estavam em fuga pela rodovia. O Fiat Strada de cor branca e placa OYM-1226/PE, da Capital Recife, consta no Sistema como veículo de locadora.

Foi realizada várias rondas na região em buscas dos assaltantes, porém os mesmos não foram localizados pela polícia.

A equipe de plantão na Delegacia Regional de Garanhuns esteve no local e encaminhou o corpo para o IML de Caruaru/PE.

Compartilhe   

sexta-feira, 06 de maio de 2016

Um acidente na madrugada desta quinta-feira (5), matou um agricultor na zona rural do município de Brejão, no Agreste.

A PM informou que Marcílio Leite da Silva, 26 anos, guiava uma motocicleta de placa MVH-0689, em uma estrada vicinal do Sítio Baixa da Lama, quando colidiu em uma vaca que estava solta, a vítima sofreu ferimentos graves e veio a óbito no local, a Polícia Militar não informou se ele usava capacete no momento do acidente, o corpo foi encaminhado ao Instituto de Medicina Legal (IML), em Caruaru.

Compartilhe   

quarta-feira, 04 de maio de 2016

roubou aposentado em garanhuns agresteviolentto.com.br (2)Um detento que estava sob custódia e internado no Hospital Regional Dom Moura em Garanhuns, no Agreste, morreu nesta terça-feira (03), após sofrer uma parada cardíaca.

A Polícia Militar informou que Maciel Raimundo da Silva, 27 anos, morador do Sítio Cachoeira em Brejão, estava internado desde que foi preso após agredir um idoso para roubar, fato que aconteceu na area rural de Garanhuns. Na ocasião ele foi detido por populares que chegaram a agredi-lo, devido as agressões a vítima precisou ser internada, Maciel chegou a se recuperar, recolhido a cadeia pública teve complicações e voltou a ser internado.

A Polícia civil foi comunicada do fato, esteve no HRDM e o corpo foi encaminhado ao IML do Recife.

Compartilhe   

terça-feira, 12 de abril de 2016

8408b085-8ef0-4ffd-a282-7e3345768237Ao reunir as lideranças políticas do Agreste Meridional na última sexta-feira (08), com o Ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Armando Monteiro Neto em sua Fazenda para o lançamento da sua pré-candidatura a Prefeito de Brejão, o empresário Janduhy Bezerra mostrou grande prestígio junto ao Ministro.

fcc02df3-289a-4fed-9d2d-d6f1beb9f957Diante de um grupo de correligionários, o Ministro Armando Monteiro enfatizou a força jovem de um empresário de sucesso que pode consolidar, de vez, o projeto de renovação do ciclo politico iniciado em Brejão pelo então Prefeito Ronaldo Ferreira.

Estiveram presentes inúmeras lideranças políticas da nossa região, dentre elas: o Prefeito de Brejão Ronaldo Ferreira, Dep. Federal Jorge Corte Real, Dep. Estadual Álvaro Porto, o Presidente Estadual do PTB Dep. José Humberto, o Prefeito de Garanhuns Izaías Régis, o Prefeito de Canhotinho Felipe Porto, o Ex-Prefeito de Bom Conselho Audálio Ferreira, a Vice Prefeita de Bom Conselho Josefa Cavalcanti, o Coronel Campos também de Bom Conselho, dentre outras autoridades, bem como, os Vereadores Adevânio Fausto e Joathan Bezerra e todos os pré-candidatos da base do PTB a Vereador de Brejão para as eleições do próximo dia 02 de outubro.

Compartilhe   

sábado, 09 de abril de 2016

dr renato curvelo agresteviolento.com.brO Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco em julgamento de sessão ordinária, APROVOU as contas da Câmara Municipal de Brejão relativas ao exercício financeiro de 2013, ao julgarem o processo TCE-PE Nº 1490193-6 diante dos argumentos apresentados pelo Escritório Jurídico RENATO CURVELO. Inicialmente os auditores do TCE/PE por meio da Inspetoria Regional de Garanhuns (IRGA), ao analisarem as contas, entenderam por existir irregularidades e recomendaram a rejeição das contas.

Aberto prazo de defesa, o Escritório Renato Curvelo responsável pela defesa do gestor demonstrou que o entendimento dos respeitáveis auditores não deveria prevalecer diante do entendimento mais modernos das cortes superiores e da literatura jurídica aplicada ao caso, sendo tais argumentos e fundamentos acolhidos pelo TCE/PE, por unanimidade.

vereador saulo maruim agresteviolento.com.br 2 (1)Parabéns ao gestor da Câmara Municipal de Brejão, Vereador Saulo Henrique Florentino de Barros (Saulo Maruim) por sua gestão, e mais uma vez ao Escritório Jurídico RENATO CURVELO que se tornou uma referência na assessoria jurídica municipal à Câmaras e Prefeituras.

Compartilhe   

quinta-feira, 31 de março de 2016

jose maria agresteviolento.com.brOfício que remonta ao século XVI e tinha por função testemunhar ceticamente contra obras e milagres necessários a beatificações e canonizações. Símbolo de amor ao próximo, Madre Teresa de Calcutá foi submetida ao seu crivo a despeito de a posição de ignorância da Igreja que à época não mais o tinha (esse ofício) em consideração. Jornalista e escritor britânico, Christopher Hitchens (ateu do nascer ao pôr do sol) desdenhava da imagem de pessoa caridosa da religiosa, e que tudo não passava de um mito. A expressão passou a designar indivíduos defensores de causas imorais. No filme “Advogado do diabo”, Keanu Reeves representa o próprio demônio disfarçado de advogado bem-sucedido. Começa pela absolvição de um professor pedófilo e se seguem outras causas abomináveis. “Prometo exercer a advocacia com dignidade, observância da ética, defesa da aplicação das boas leis…”, juramento da Ordem. Pois sim! Delação premiada, redução da maioridade penal, cadeia para os condenados na segunda instância, e as vozes dissonantes do coro uníssono da sociedade.

Diversos são os fatores de contribuição para a impunidade. Um deles têm chamado a atenção dos especialistas e de há muito tempo: a leniência e a permissividade do sistema penal brasileiro. Não à toa que a sociedade vem exigindo uma reforma profunda no CP e a criação de outras leis objetivando dar-lhe um basta. O clamor popular começa a ser ouvido se materializando em alguns instrumentos como a delação premiada. Consagrada no Direito norte-americano e adotada na Europa, aqui no Brasil houve resistência acadêmica e sobretudo política à sua implantação. Adotada na lei dos crimes hediondos e outras leis, consiste em acordo firmado pelo réu com o MP e posterior homologação da Justiça, resultando ao acusado benefícios de um regime semiaberto, a diminuição de 1/3 a 2/3 da pena, sua extinção e até o perdão judicial. “Sem ela quase nada se poderia fazer contra grupos e organizações criminosas incrustadas no poder”, afirma um dos procuradores da Lava-Jato. Em 2004, o juiz Sérgio Moro, então um desconhecido, hoje o 13º em lista dos maiores líderes do mundo pela revista Fortune, escreveu o artigo “Considerações sobre a Operação Mini Pulite”, uma megainvestigação nos anos 1990 que desvendou um esquema de corrupção na Itália. Por ela Moro se inspirou e a usa como manual na Lava-Jato, a delação premiada servindo como a prova que tem permitido o desmanche do crime organizado e deixando reis e rainhas nuzinhos. Não é por menos o estado de êxtase do Procurador-Geral da República: “De um total de 49 acordos de colaboração resultaram o congelamento de 1 bilhão de euros, 44 processos penais com somatório de penas chegando a 825 anos de cadeia para os envolvidos”. Bendita e bem-vinda delação premiada.

Presunção da inocência e a redução da maioridade penal. A esta (do menorzinho) já me ative por vezes. Depois de um debate acirrado e com amplo apoio da sociedade (90%), a Câmara dos Deputados aprovou a PEC 171/93, desde que hediondos, como estupro e latrocínio, homicídio doloso e lesão corporal seguida de morte. Não deixa de ser uma vitória em cima da barbárie que vem aprontando os imberbes, estimulados (seja dito) pela própria idade e da qual se servem cúmplices aliciadores. Toca-me profundamente o argumento (e único) dos contrários: “Ah, mas não vai resolver o problema da delinquência juvenil”. E daí, então não se faz nada? Cadeia, sim. Ou, quem os quer nas suas casas? Irresponsabilidade e até cumplicidade é o que se veem nessa transigência com esses supostamente indefesos. Outro bom e duro golpe sofrido pela impunidade foi dado recentemente pelo STF admitindo que réu condenado na segunda instância comece a cumprir sua pena. Essa de “trânsito em julgado” por respeito ao princípio da presunção da inocência somente existia no Brasil, “A Terra do Faz de Conta” da fábula de Peter Pan. O caso Pimenta Neves X Sandra Gomide (2000) diz tudo. Foi preso 11 anos depois quando teve a pena confirmada pelo STF. Um detalhe: se apresentou na delegacia e confessou o crime. Onde se aplica aqui o princípio da presunção da inocência ele sendo réu confesso? Recursos interpostos representavam mecanismo para fugir da efetividade da jurisdição penal via prescrição. Não há aqui violação a direito tendo em vista a atuação de um juiz monocrático (1ª instância) e de órgão colegiado (TJ/2ª instância), onde fatos e provas são examinados amiudamente. “A presunção da inocência vai até onde se pode pagar um advogado”, F. G.

Vozes dissonantes. O novo Ministro da Justiça comparou a delação premiada a uma “extorsão”, mas puniria vazamento pelo simples cheiro. Muita coerência! Outra voz, a OAB. Sistematicamente vem atacando a delação premiada, a redução da maioridade penal e a prisão após condenação na segunda instância. Faz ressalvas até mesmo às 10 medidas de combate à corrupção elaboradas pelo MPF. Pelo visto, nem os Dez Mandamentos do Senhor estariam a salvo. Alega a Ordem que é imperativo atentar para a Constituição via suas cláusulas pétreas e direitos e garantias individuais. Sim, que também os têm o cidadão comum e não somente a escória. Parece haver uma inversão de valores, as palavras se sobrepondo aos fatos e coisas criando uma segunda realidade: do engano e até do autoengano. Vidas ceifadas, isso sim. Pela corrupção e pela frouxidão da lei. O direito à vida é contemplado pela CF e como o mais fundamental do qual deriva os demais direitos. A escória não pode fazer livre uso do direito alheio e menos ainda do maior de todos eles: a vida.

José Maria

Compartilhe   

sábado, 12 de março de 2016

Na noite desta sexta-feira (11), sob o comando do Sargento Vieira, foi realizada a Operação Risco Zero nos municípios de Brejão e Terezinha.

No intuito de manter a paz e a ordem social, bem como combater a prática de roubos, furtos e homicídios, a Polícia Militar realizou várias abordagens nos principais estabelecimentos comerciais das duas cidades, como bares e similares, além das praças próximas às escolas.

Durante a realização da Operação Risco Zero nos municípios de Terezinha e Brejão, não houve registro de alterações nas duas cidades.

Compartilhe