| PORTAL AGRESTE VIOLENTO

PM CONECTADO

Águas Belas (87) 99919.2115
Angelim (87) 99979.3204
Bom Conselho (87) 98101.7402
Brejão (87) 98101.8739
Caetés (87) 98146.4946
Canhotinho (87) 99612.2683
Capoeiras (87) 9.9819-5367
Calçado (87) 98116.4066
Correntes (87) 98134.0114
Garanhuns (87) 98139.1576
Jupi (87) 99962.2743
Jucati (87) 98111.2481
Lajedo (87) 9.8144-9320
Lagoa do Ouro (87) 991794150
Paranatama (87) 98121.5364
Palmeirina (87) 98143.4566
São João (87) 98116.1430
Terezinha (87) 98124.0865

Rádios e Parceiros

sábado, 15 de julho de 2017

Uma motocicleta roubada em Quebrangulo no estado de Alagoas, foi recuperada pela Polícia Militar, na manhã desta sexta-feira (14), no município de Correntes, no Agreste de Pernambuco.

A PM disse que realizou consulta da placa e constatou que era roubada, a moto foi levada para a delegacia onde foi entregue para as medidas cabíveis, não foi localizado o condutor.

Compartilhe   

segunda-feira, 10 de julho de 2017

Um mototaxista anos foi preso na noite deste domingo (9), em Correntes, no Agreste de Pernambuco. A Polícia Militar informou que José Aparecido Elias da Silva, de 43 anos, estava embriagado praticando desordem, ao ser abordado ele reagiu contra o policiamento chegando a ameaçar o efetivo de morte, quando algemado José Aparecido tentou subornar os policiais.

A PM informou que ele foi levado para o plantão da 18ª Delegacia Seccional em Garanhuns, onde foi autuado em flagrante.

Compartilhe   

sábado, 08 de julho de 2017

Um agricultor foi assassinado na madrugada deste sábado (08/7), no Sítio Cavaleiro, zona rural do município de Correntes, no Agreste de Pernambuco.

A vítima foi o ex-presidiário Adilson dos Santos Leal, de 64 anos, ele foi encontrado sem vida na porta da casa que morava. O vizinho encontrou o corpo e acionou a polícia. O cadáver apresentava lesões provocadas por faca peixeira no rosto e cabeça por trás da orelha.

Adilson já havia cumprido pena pela prática de homicídio no ano de 2014, ocasião em que foi preso em flagrante. Apesar do vizinho-primo morar ao lado da vítima, ele não soube dá informações que pudesse ajudar a polícia a desvendar o crime. Uma equipe da Divisão Especial de Apuração de Homicídios (DEAH) da Polícia Civil realizou o levantamento do local do crime e encaminhou o corpo para o Instituto de Medicina Legal (IML) de Caruaru.

Prisão de Adilson dos Santo em Correntes/PE

Adilson dos Santos foi condenado há 6 anos e 3 meses pelo homicídio de José Alves da Costa, homem assassinado com golpes de foice na cabeça em 2014, no mesmo sítio onde ele residia, mas só cumpriu cerca de um 1 ano na prisão e já estava em liberdade morando a poucos metros da casa dos familiares de José Alves.

Veja Mais:
CORRENTES – AGRICULTOR FOI ASSASSINADO COM GOLPE DE FOICE

Compartilhe   

sábado, 17 de junho de 2017

Uma mulher de 38 anos foi agredida pelo ex-companheiro com golpes de facão que atingiram a região da cabeça e mão direita. O crime aconteceu na Rua do Matadouro, Centro da cidade de Correntes/PE na noite de sexta-feira (15).

A Polícia Militar informou que o casal se encontra em fase de separação, tendo o acusado Edivânio Ferreira de 23 anos, se armado com o facão e golpeado sua ex. A vítima foi socorrida para o hospital local, onde foi medicada e liberada. O policiamento fez buscas ao acusado, porém o mesmo não foi localizado. A Polícia Civil foi comunicado do ocorrido para dar prosseguimento nas investigações.

Compartilhe   

quinta-feira, 25 de maio de 2017

Um homem foi preso nesta quarta-feira (24), no município de Correntes, no Agreste de Pernambuco.

De acordo com a polícia, Nivaldo de Carvalho, de 27 anos, agrediu a companheira de 26 anos, a agressão teria acontecido na terça-feira (23), a vítima informou que também sofreu ameaças, as agressões foram comprovadas com a realização de exame traumatológico, Nivaldo foi levado para a delegacia de Polícia Civil, onde foi autuado em flagrante, a PM não informou se ele foi levado para audiência de custódia.

Compartilhe   

sexta-feira, 05 de maio de 2017

Um acidente na tarde desta sexta-feira (5), matou um jovem de 21 anos na rodovia BR-424, no trevo que dá acesso ao município de Correntes, no Agreste de Pernambuco.

A vítima Abel Ferreira da Silva, sai da casa que morava as margens da rodovia, e tentava atravessar a pista de rolamento de um lado para o outro, guiando uma motocicleta de placa KIT-4864, quando foi atingido por um veículo Jetta, placa NQA-8823, ele não resistiu a gravidade dos ferimentos e veio a óbito no local.

O condutor do Jetta sofreu ferimentos leves, ele disse que a vítima entrou de vez na pista não dando tempo dele desviar, o corpo foi encaminhado para o Instituto de Medicina Legal (IML) de Caruaru.

Compartilhe   
'

terça-feira, 25 de abril de 2017

Aposentei-me. Foram trinta anos cumpridos devidamente. Minha longa jornada de trabalho começou pelo glorioso Exército Brasileiro, Polícia Militar das Alagoas e terminando na Polícia Civil de Pernambuco. Saio orgulhoso do trabalho realizado. Trabalhei nas delegacias de Iati, Correntes, Angelim, Bom Conselho, Águas Belas, Canhotinho, Paranatama e findando pela cidade de Brejão. Angelim e Bom Conselho pouco tempo. Estação e de inverno. Ouvira dizer que alguém faria um livro intitulado “Minhas mil prisões”. Não chego nem perto disso, mas é o de mais importante no trabalho policial. Não adianta um bom indiciamento e denúncia e pronúncia sem a prisão do infrator. A pergunta que o cidadão sempre faz (costumeiramente ouvia) é “e aí já prenderam àquele sujeito?”. Um ‘sim’ e a polícia se faz reconhecida, digna de apreço e de respeito. Vejam o brilhante trabalho do Juiz Sérgio Moro e do MPF. Contudo, não somente eles são lembrados nas manifestações populares, a PF sendo enaltecida Gigantemente. Gosto de mencionar um caso quando de minha chegada na cidade de Correntes. Solicitei um Mandado de Prisão. Tive de ouvir (espantosamente) de um senhor do Fórum a seguinte expressão: “Pra quê, se vc’s não prendem ninguém?!”. No dia seguinte, dei cumprimento àquele mandado e aos demais, uns quarenta ao longo de minha passagem pela cidade. Somente restou ao língua solta baixar a cabeça quando me via. De certa forma, ele apenas fazia uma observação de uma delegacia inexistente: havia um prédio e policiais, mas nenhum serviço. Não se deve perder nunca a capacidade de autocrítica. Todo mundo observa quando nada se faz. É merecedora a censura. Por óbvio que tantos outros mandados deixei de cumpri-los, mas dei cumprimento aos possíveis. Fiz minha parte.

Longa é a caminhada, mas é preciso passar o bastão. A gente o recebe e o passa adiante. A corrida continua. Elogios me vieram à farta: de fora principalmente. Tocaram-me mais os do povo e estes os tive mais em conta conquanto não fossem alvo meu. Reconhecimento é inerente a quem trabalha. Também tive desafetos: mais aqui dentro. É estranho que você possa incomodar pelo fato de andar em pé. Qual o problema se sei falar e diferencio bem vogal de consoante? Sem delongas foi isso. Não à toa que ouvi de um superior: “Zé Maria é um policial que trabalha e o faz bem. Tem outras qualidades. Agora sei por que muitos falam dele”. Ou seja: você não pode ter senso crítico e graciosamente se manifestar. Tem de permanecer (não sendo) no campo da mediocridade e do anonimato. Sinto muito! Candeeiro aceso não se coloca sob a mesa. É bíblico. Meliantes. Sem rancor. Sempre os tratei com respeito e lhes dando o direito previsto em lei. Não perdem a condição de humanos. Sabem eles do papel do policial. Cumpram suas penas. Ainda mais nessas pocilgas nossas e cujo sistema é em si marginalizador. A mim não me cabia lhes cobrar mais. Nem a ninguém certamente. Pagam o preço da pena e do descaso. Não é pouco. Até por que os piores bandidos deste país têm caminhos livres ainda sendo bajulados e adorados. Conselhos? Trabalhe. A despeito de tudo. Primeiro: você é pago para isso. É pouco? Existe a liberdade de procurar um outro. Isso não invalida a luta por melhores condições: trabalho e salário. O edital é bem claro: o salário é aquele. Deltan Dallagnol tem mestrado em Harvard. Uns por aqui querem o mesmo salário com o ensino fundamental. Como?! Ao longo de minha jornada pude constatar que os parasitas são os que mais gritam. Segundo e substancial: o cidadão não pode ser o siri nessa briga do mar com o rochedo. Ele é merecedor de um serviço público de qualidade. À altura dos impostos pagos. Outro conselho: o caminho da retidão. Evite os atalhos. Deságuam em morte ou em prisão. Não vi um companheiro se sustentar fora do caminho correto. A casa cai cedo ou tarde. É um fato. Ou (no mínimo) vai padecer internamente da rejeição e do isolamento e chancelado pelo belo epíteto de ALMA SEBOSA.

Gratidão. A Nosso Senhor Jesus Cristo. Pela Companhia em minha jornada. Um dia vivido já é uma dádiva. Viver a vida como um presente D’ Ele deveria ser coisa mais do que natural. Não tem sido. Ainda mais nos dias de hoje. Ainda mais por aqui. Luta-se pela sobrevivência. Parece ato de heroísmo o cidadão sair de casa. Parece ato de heroísmo nela chegar sem que se tenha sido molestado de alguma forma: perda da vida como a mais grave. Herói de nós mesmos. Assim sendo e por isso eu rogo a Cristo Jesus: vida e paz para os cidadãos. Vida e paz para meus companheiros. Não se sabe o ponto de parada. É com Deus. Proteger a si e aos seus parece (parece) delimitar aquele ponto. É a vida de um policial. Minha prece agora é para que meus companheiros policiais continuem na corrida. Gratidão de minha parte aos bons policiais e aprendemos juntos. Gratidão às boas autoridades que me fizeram crescer. Tive a convivência de uns e outros (iguais e desiguais) desonrados. Infelizmente tive. Maus companheiros e “autoridade”. Duro é o ambiente de trabalho onde quem deveria zelar pela harmonia e ser o bom exemplo para os seus é a mais pecadora do local. O bom exemplo que vem de cima: “Faça o que eu digo. Não faça o que eu faço”. É preciso então fazer uso do papel. Fazer uso de boas linhas. Corregedoria e promotoria (principalmente) são nossos ouvidos. “O que vale pra Chico tem de valer pra Francisco”, disse Janot. A instituição acima de tudo. “O silêncio de quem não denuncia é mais preocupante. ” Luther King. A maldade nos rodeia e faz parte do script da vida. As pedras do caminho do poeta. Duplico aqui minha reza e faço exercício daquele gesto de grandeza de Nosso Senhor Jesus Cristo: o perdão.

— Calção de banho. Dias de vadiagem. Preguiça no corpo. Água de coco. É bom! Tardes em praias. Sol ardendo. Barulho do mar. Falar de coisas boas — do cantor e compositor Toquinho. É minha vida agora.

Fiquem com Deus, companheiros!

José Maria

Compartilhe   

sexta-feira, 21 de abril de 2017

Um homem de 42 anos foi alvejado com tiro de espingarda calibre 12 na nuca, no Sítio Alto do Pires, área rural do município de Correntes, PE. O crime aconteceu na manhã de quinta-feira (20), quando a vítima foi atraída pelo vizinho para um lugar ermo.

O mototaxista foi atingido na nuca e se encontra no CTI do Hospital Dom Moura em Garanhuns. Segundo ele em depoimento à polícia, o disparo foi efetuado por seu vizinho de vulgo “Marquinhos Brasil”, mas não sabe o motivo que levou ele a atentar contra a sua vida. Ele lhe encontrou na estrada, o qual já se encontrava com a arma em punho e lhe chamou pra ajudá-lo a matar um jacaré, quando ao sair da estrada vicinal foi atingido pelo disparo na nuca.

A Polícia Militar foi comunicada do ocorrido, mas não conseguiu prender o suspeito que desapareceu.

Compartilhe   

segunda-feira, 03 de abril de 2017

Após quase três anos, familiares de José Leandro Alves da Costa, a época com 23 anos, não receberam qualquer informação que pudesse levar ao seu paradeiro.

No dia 12/07/2014, ele conseguiu fugir do Hospital da Providência, no município de Garanhuns, no Agreste de Pernambuco, onde estava internado a dois meses realizando tratamento psiquiátrico. De acordo com familiares a fuga aconteceu pela porta da frente, na época foi registrado na delegacia um Boletim de Ocorrência, a Polícia Civil investigou o caso, mais não conseguiu descobrir o paradeiro da vítima.

Até hoje a família que é do município de Altinho, sofre com o sumiço de José Leandro.

Qualquer informação que possa levar ao seu paradeiro, deve ser informado pelo fone (81) 9.9520-3003 (Falar com Leidiane).

Compartilhe   

sábado, 01 de abril de 2017

Um idoso foi assassinado na tarde desta sexta-feira (31), em Correntes, no Agreste de Pernambuco.

O fato aconteceu no Sítio Pau Ferro, Antônio Saturnino Ferreira, de 72 anos, guiava uma motocicleta quando foi alvejado por disparos de arma de fogo, os tiros atingiram o abdômen dele. Antônio, foi socorrido pelo SAMU para o Hospital Regional Dom Moura, não resistiu e morreu.

A autoria e motivação do crime são desconhecidas, o corpo foi encaminhado para o Instituto de Medicina Legal (IML) de Caruaru.

Compartilhe