| PORTAL AGRESTE VIOLENTO

PM CONECTADO

Águas Belas (87) 99919.2115
Angelim (87) 99979.3204
Bom Conselho (87) 98101.7402
Brejão (87) 98101.8739
Caetés (87) 98146.4946
Canhotinho (87) 99612.2683
Capoeiras (87) 99629.3543
Calçado (87) 98116.4066
Correntes (87) 98134.0114
Garanhuns (87) 98139.1576
Jupi (87) 99962.2743
Jucati (87) 98111.2481
Lajedo (87) 98156.0805
Lagoa do Ouro (87) 991794150
Paranatama (87) 98121.5364
Palmeirina (87) 98143.4566
São João (87) 98116.1430
Terezinha (87) 98124.0865

Rádios e Parceiros

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

A Polícia Federal em Pernambuco deflagrou na manhã de hoje, 19/10, a “Operação Demara”, objetivando o desmantelamento de uma organização criminosa especializada em resgates fraudulentos de valores de Fundo de Garantia por Tempo de Serviço.

A investigação, que teve início no ano de 2015, descobriu um grande esquema de saques irregulares de FGTS, cujos principais integrantes arregimentavam pessoas para realizar saques indevidos em nome de terceiros em diversos Estados da Federação, como Pernambuco, Maranhão e Sergipe, mediante o uso de documentos falsos e informações indevidas enviadas à Caixa Econômica Federal, por meio do aplicativo Web do Sistema Conectividade Social, a respeito de supostas demissões de empregados, envolvendo dezenas de empresas.

Desde a manhã de hoje, 6h, cerca de 35 policiais federais estão cumprindo 04 Mandados de Prisão Preventiva e 06 Mandados de Busca e Apreensão, nos bairros UR 10 (02 MPP e 02 MBA) e Afogados (01 MBA), na Região Metropolitana do Recife, bem como nos municípios de Caruaru/PE (01 MBA) e São José dos Campos/SP (02 MPP e 02 MBA).

Participavam do esquema criminoso estelionatários contumazes, com longos históricos criminais de resgates indevidos de benefícios previdenciários, clonagens de cartões de créditos, empréstimos fraudulentos em instituições financeiras. De acordo com as apurações, a organização criminosa tentou resgatar mais de R$3.000.000,00 (três milhões de reais) de valores indevidos de FGTS, até o momento, com prejuízo financeiro confirmado em aproximadamente R$800.000,00 (oitocentos mil reais) aos cofres públicos.

Os integrantes da Organização Criminosa serão responsabilizados criminalmente pela prática dos crimes previstos nos artigos 171, §3º (estelionato qualificado cometido em detrimento de entidade de direito público), c/c 71, caput (crime continuado), do Código Penal e no artigo 2º, caput, da Lei 12.850/2013 (associação criminosa), e, caso sejam condenados, as penas somadas podem chegar a 20 anos de reclusão.

Após fazer exame de corpo de delito, os presos serão levados para a audiência de custódia e poderão ser soltos para responder os crimes em liberdade ou encaminhados para o COTEL-Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna.
* Ferdinand Waldo Demara, Jr. (21/12/1921 – 07/06/1982). Conhecido como “O Grande Impostor”, o americano nascido em Lawrence, Massachusetts, adotou diversas identidades falsas, apresentando-se como médico de um navio, engenheiro civil, vice-xerife, assistente diretor de prisão, doutor em psicologia aplicada, advogado, editor, pesquisador de câncer, professor, dentre outras, destacando-se em diversas áreas por seu QI elevado.

Compartilhe   

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

O modelo foi flagrado no Aeroporto dos Guararapes transportando cerca de 3,3kg de haxixe escondido em sua mochila, segundo a PF.

A Polícia Federal em Pernambuco autuou em flagrante no dia 15/10/2016 por volta das 23h, um modelo catarinense, solteiro, 28 anos, natural de Criciúma/SC e residente em Balneário Rincão/SC-(não possui antecedentes criminais).  A prisão aconteceu durante fiscalização de rotina destinada a reprimir o tráfico internacional de entorpecentes no Aeroporto Internacional dos Guararapes – Gilberto Freyre. Os policiais federais desconfiaram do suspeito em virtude de ter desembarcado em Recife/PE e não apresentar características físicas de pessoas naturais de nossa região, motivo pelo qual foi selecionado para participar de uma entrevista prévia na sala da Polícia Federal onde começou a se contradizer em algumas das suas respostas (não soube explicar o que veio fazer em Recife/PE, nem tampouco o porquê de estar desembarcando no Aeroporto dos Guararapes/PE, sendo natural de Santa Catarina).

A ação teve seu desfecho final quando a equipe de policias federais diante de suas respostas imprecisas e percebendo seu nervosismo, inquietação e impaciência, solicitaram a sua mochila, afim de que fosse feita uma vistoria e busca minuciosa com o apoio operacional da Receita Federal a fim de que sua mala fosse submetida ao aparelho de raio x, onde ficou constatado a existência de diversas embalagens de formato quadrado. Diante da constatação a mochila foi aberta e verificou-se a existência de 120 (cento e vinte) invólucros acondicionados em papel carbono de uma substância que ao passar por exame “narcoteste” resultou positivo para Haxixe (resina extraída de maconha que possui uma alta concentração de THC, princípio ativo da maconha que responsável por produzir o efeito alucinógeno) cujo peso bruto totalizou 3,3Kg (três quilos e trezentos gramas).

Terminado os trabalhos investigativos e tendo sido toda a droga encontrada, o suspeito recebeu voz de prisão em flagrante foi informado dos seus direitos e garantias constitucionais, onde acabou sendo autuado pela prática do crime contido no artigo 33 e 40, inciso I da Lei nº 11.343/2006 (tráfico internacional de drogas) e caso seja condenado poderá pegar penas que variam de 5 a 20 anos de reclusão. Após a autuação, o preso realizou Exame de Corpo de Delito no IML-Instituto de Medicina Legal, em seguida foi encaminhado para a audiência de custódia onde foi liberado e vai responder pelo crime em liberdade. Além da droga também foram apreendidas passagens aéreas, passaporte, 01(um) celular, R$ 1.050 (mil e cinquenta reais), além de € 1.290 (mil duzentos e noventa euros – cerca de R$ 4.500 reais)

Em seu interrogatório o preso informou que desde 2011 residia em Milão/Itália, estudando medicina (não concluiu o curso) e depois foi para a Suécia onde estudou Gestão em Consultoria e paralelamente trabalhava como modelo. Disse ainda que é a primeira vez que trafica drogas e que o fez para custear alguns empreendimentos que pretendia abrir no Brasil. Disse também que recebeu a proposta para transportar o haxixe através de um brasileiro (não deu detalhes quem era) para ir até Barcelona/Espanha com o objetivo de pegar a droga e trazer para o Brasil. Por fim informou que recebeu a quantia de R$ 12.000 (doze mil reais) para arcar com suas despesas e passagens aéreas e que quando chegou em Barcelona entregou a sua mochila e depois a recebeu de volta com a droga em seu interior. Ao desembarcar em Recife/PE, caso não fosse preso, iria comprar outra passagem aérea para São Paulo/SP e quando entregasse a droga (através de um contato telefônico) receberia a importância de R$ 35.000 (trinta e cinco mil reais).

Compartilhe   

sexta-feira, 14 de outubro de 2016

material-apreendidocamilaA Polícia Federal em Pernambuco autuou em flagrante no dia 13/10/2016 por volta das 0:15h, CAMILA SCHAEDLER PEDROSO, solteira, 30 anos, psicóloga e massoterapeuta, natural de Tuparendi/RS e residente em Florianópolis/SC-(não possui antecedentes criminais). A prisão aconteceu durante fiscalização de rotina destinada a reprimir o tráfico internacional de entorpecentes no Aeroporto Internacional dos Guararapes – Gilberto Freyre. Os Policiais Federais desconfiaram da suspeita em virtude do seu nervosismo, impaciência e inquietação quando foi selecionada para passar por uma entrevista prévia na sala de imigração da Polícia Federal e também pelo peso fora do normal de sua bagagem.

A ação teve seu desfecho final quando a equipe de policias federais diante de suas respostas imprecisas solicitou a sua bagagem afim de que fosse feita uma vistoria e busca minuciosa com o apoio operacional da Receita Federal a fim de que as suas duas malas que estava transportando fossem submetidas ao aparelho de raio x, onde ficou constatado a existência de um fundo falso bem como imagens de diversos comprimidos envoltos em embalagem retangulares. Diante da constatação da mala foi aberta e constatou-se a existência de milhares de comprimidos de ecstasy que ao total resultou um peso bruto de 11,5kg e cerca de 30.800 (trinta mil e oitocentos comprimidos). Terminado os trabalhos investigativos e tendo sido toda a droga encontrada a suspeita recebeu voz de prisão em flagrante foi informada dos seus direitos e garantias constitucionais, onde acabou sendo autuada pela prática do crime contido no artigo 33 e 40, inciso I da Lei nº 11.343/2006 (tráfico internacional de drogas) e caso seja condenada poderá pegar penas que variam de 5 a 20 anos de reclusão. Após a autuação, a presa realizou Exame de Corpo de Delito no IML-Instituto de Medicina Legal, em seguida encaminhada para a audiência de custódia e posteriormente foi recambiada para o Colônia Penal Feminina, onde ficará à disposição da Justiça Federal/PE. Além da droga também foram apreendidas passagens aéreas, passaporte, 01(um) celular, R$ 1.400 (mil e quatrocentos reais), além de € 400 (quatrocentos euros – cerca de R$ 1.400 reais)

Em seu interrogatório a presa informou que viajou para a Europa saindo do país pelo Rio de Janeiro/RJ no dia 17/09/2016 com destino à Lisboa já sabendo que no seu retorno traria drogas para o Brasil, porém não deu detalhes da pessoa que a havia aliciada para fazer o transporte da droga pelo preço de R$ 40 mil reais. Disse também que havia recebido R$ 7.500 reais e alguns valores em euros para custear a compra de sua passagem e despesas com a viagem. Que ao chegar em Lisboa ficou por lá durante 5 dias, depois viajou para Amsterdam na Holanda onde pegou todos os comprimidos de ecstasy que já estavam devidamente escondidos em suas duas malas. A sua viagem de retorno incluía Recife/PE onde pegaria um ônibus para Brasília/DF e de lá embarcaria novamente num ônibus com destino final em Florianópolis/SC, local onde todo o carregamento de ecstasy seria entregue a uma pessoa que entraria em contato por telefone celular (não soube informar quem seria tal pessoa). Por fim informou que se aventurou a fazer o transporte da droga de Amsterdã para o Brasil em virtude de sua genitora se encontrar doente e por estar passando por situação financeira muito difícil. O ECSTASY é uma droga sintética também conhecida como bala ou pastilha, muito utilizado em festas raves de música eletrônica. Consumidores dessa droga pode apresentar perturbações mentais e comportamentais, dificuldade de tomar decisões, ataques de pânico, depressão profunda, paranoias, alucinações, despersonalização, impulsividade, perda do autocontrole e morte súbita por colapso cardiovascular. O uso de ecstasy ligado à intensa atividade física (dançar por várias horas) pode causar aumento da temperatura corporal.

Compartilhe   

quarta-feira, 05 de outubro de 2016

Policiais Federais lotados na DELEMIG-Delegacia de Imigração detiveram, ontem, terça-feira, (04/10/2016), no Porto de Suape/PE, por volta das 13hs, dentro do navio porta-contêineres de nome RIO NEGRO de bandeira alemã, com 25 tripulantes e carregado com mercadorias diversas,  os estrangeiros que se dizem ser albaneses de nomes: LEDION TAKA, 37anos, solteiro e garçom PERMET BEHLULI, 25 anos, SERJANI SHAQUIR, 28 anos, solteiro e trabalhador da construção civil, FEKA ADNANDI, 34 anos, solteiro e tipógrafo, KRUJA REZART, 27 anos, solteiro e professor de ginástica e FEKOLLARI ERIN, 26 anos, solteiro e motorista, todos residentes na França.

Em seus depoimentos, os supostos albaneses disseram que alguns já se conheciam, mas outros não e que sua intenção não era vir para o Brasil, mas sim para o Canadá à procura de emprego, em virtude de ter visto em uma consulta feita pela internet que tal embarcação atracaria naquele país. Alguns já tinham ido para Alemanha e de lá resolveram ir para a França com o único objetivo de conseguir emprego nesses dois países. Informaram também que os 6 (seis) adentraram no navio na cidade portuária de FOS-SUR-MER na França próximo à Marselha, no dia 23 de setembro/2016, pulando uma cerca e subindo a escada onde se esconderam por 4 (quatro) dias no meio dos contêineres. Disseram ainda que em razão de ter acabado a comida que tinham levado, resolveram então, sair do local onde estavam escondidos e foram para a cozinha do navio em busca de alimento e água em virtude de estarem com fome e sede.

Foi então que neste momento acabaram sendo descobertos por volta das 20h do dia 27 de setembro/2016 na travessia da Espanha para o Brasil, e como o próximo porto que atracariam seria o de Suape/PE, o comandante do navio informou ao responsável pela embarcação no Brasil, sobre a existência dos 6 (seis) clandestinos albaneses e logo após tomarem conhecimento informaram à Polícia Federal que de pronto tratou de realizar os procedimentos legais tais como: ouvir o comandante e os clandestinos albaneses na presença de um tradutor bem como acionar os organismos consulares a fim de que pudessem serem feitas as devidas tratativas de identificação dos estrangeiros, já que eles não dispunham de documentos oficiais que pudessem identificá-los com precisão.

O consulado da Albânia já tomou conhecimento dos fatos e daqui para frente a embaixada daquele país ira providenciar a confirmação de que tais estrangeiros são de fato albaneses ou não e caso seja confirmada sua nacionalidade, seus documentos serão entregues à Polícia Federal afim de que a empresa (armador) responsável pela embarcação no Brasil, possa providenciar todos os recursos necessários para que tais estrangeiros sejam repatriados para o seu país de origem!

No momento todos os 6 (seis) estrangeiros estão num hotel em Recife/PE, sob responsabilidade e escolta de segurança privada até que todos os procedimentos legais sejam realizados. Todos as despesas no Brasil e de repatriação serão pagas pela empresa responsável pelo navio, sem nenhum ônus para o governo brasileiro. Após os procedimentos legais o navio foi liberado pela Polícia Federal e demais autoridades locais, onde já seguiu viagem às 21h para o Porto do Rio de Janeiro/RJ. Não foi detectado em nenhum dos estrangeiros albaneses qualquer espécie de doença infecto contagiosa.

As últimas detenções de clandestinos feita pela Polícia Federal ocorreu no dia 14/01/2010 no Porto do Recife/PE, por volta das 10hs, o estrangeiro OJO OGBEMUDIA, nigeriano, 21 anos, foi encontrado por marinheiros que estavam pintando o convés da embarcação no paiol da amarra (compartimento onde fica acondicionada as correntes da ancora) do navio “MV ATLANTIC DAISY” de bandeira panamenha. No dia 02/03/2010, no Porto de Suape/PE, por volta das 16hs, o menor, P.T, liberiano, de 15 anos, encontrado por cozinheiros da embarcação no convés do navio “GRANDE BUENOS AIRES” de bandeira italiana, procedente de Hamburgo/Alemanha.  E por fim no dia 13/11/2010, no Porto do Recife/PE, por volta das 10hs, o estrangeiro BAYON YVES DIEUDONNE, camaronês, solteiro, 22 anos que foi encontrado no dia 28.10.2010 por marinheiros dentro do “porão 2” da embarcação, perto do guindaste que faz a retirada e colocação de carga do navio “VTC ACE” de bandeira vietnamita, procedente de Duala, República de Camarões, tendo saído do porto daquele país no dia 21.10.2010. Todos já foram devidamente repatriados.

Compartilhe   

sexta-feira, 30 de setembro de 2016

A Polícia Federal em Pernambuco autuou em flagrante, ontem, dia 29/09/2016 por volta das 16h, um empresário, solteiro, 29 anos, natural e residente em João Pessoa/PB-(não possui antecedentes criminais). A prisão aconteceu durante fiscalização de rotina destinada a reprimir diversos crimes (tráfico de drogas, de pessoas, de armas, contrabando, imigração ilegal, dentre outros) no Aeroporto Internacional dos Guararapes – Gilberto Freyre.

56-aparelhos-celulares-iphones-7-apreensao-pf-rfOs federais desconfiaram do empresário, através de uma triagem e investigação de rotina, quando ao passar a sua bagagem pelo aparelho de raios-x da Receita Federal, foi detectado vários objetos envoltos em sacos plásticos e ao ser aberta a mala verificou-se que se tratava de 56 (cinquenta e seis) aparelhos celulares Iphones 7, que estavam desprovidos de recolhimento de imposto legal, cuja avaliação em dólar feita pela Receita Federal foi de U$ 43.554 cerca de R$ 149 mil reais.

dinheiro-apreendido-pfTerminado os trabalhos investigativos e tendo sido todo material retido pela Receita Federal em termo próprio-(Termo de Retenção de Bens-TRB), o suspeito recebeu voz de prisão em flagrante foi informado dos seus direitos e garantias constitucionais e foi conduzido para a sede da Polícia Federal que fica situada no Cais do Apolo, onde acabou sendo autuado pela prática do crime contido no artigo 334, § 1º, inciso IV do Código Penal (Descaminho: deixar de recolher o imposto devido quando da entrada no país e ocultar em proveito próprio, no exercício de atividade comercial mercadoria de procedência estrangeira) e caso seja condenado poderá pegar penas que variam de 1 a 4 anos de reclusão. Por ser um crime afiançável, foi recolhida a fiança no valor de R$ 5.000 (cinco mil reais) e após a autuação, o preso realizou Exame de Corpo de Delito no IML-Instituto de Medicina Legal e em seguida foi liberado.

Em seu interrogatório o preso informou que é empresário e possui uma loja de conserto de produtos eletrônicos em João Pessoa/PB e que adquiriu os produtos nos Estados Unidos. Disse que ao desembarcar no Aeroporto dos Guararapes, não procurou a Receita Federal para recolher os impostos devidos e que tais celulares seriam guardados em sua residência para depois serem revendidos a clientes que se interessassem pelo produto. A compra foi feita com dinheiro e com cartão de crédito. Por fim disse que é a primeira vez que vai para os Estados Unidos com o objetivo de comprar tais aparelhos celulares.

Esta é a 5ª apreensão de drogas e mercadorias realizada no Aeroporto dos Guararapes-Gilberto Freyre no ano de 2016 com 5 pessoas presas (4 homens e 1 mulher) e apreensão de 13Kg de haxixe, 5,5Kg de cocaína e 56 aparelhos celulares sem recolhimento de imposto. Em 2015 houve apenas uma apreensão de drogas no Aeroporto dos Guararapes-Gilberto Freyre com duas pessoas presas (2 mulheres) com 10,6Kg de cocaína.

Compartilhe   

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

apreensao-de-cocaina-pfsuspeito-de-trafico-de-drogaA Polícia Federal em Pernambuco autuou em flagrante no dia 21/09/2016 por volta das 23h, ALEXSANDRO SILVA DO AMARAL, solteiro, 37 anos, soldador, natural e residente em Linhares/ES-(não possui antecedentes criminais). A prisão aconteceu durante fiscalização de rotina destinada a reprimir o tráfico internacional de entorpecentes no Aeroporto Internacional dos Guararapes – Gilberto Freyre. Os agentes desconfiaram do suspeito em virtude de estar indo constantemente ao banheiro sem, contudo, ter apresentado nenhum sinal de que estaria ido em alguma lanchonete ingerir qualquer tipo de alimentação. Em virtude de tal comportamento ele foi convidado a participar de uma entrevista prévia na sala da Polícia Federal, onde foi percebido que no ano passado havia feito uma viagem para Lisboa-Portugal e não foi permitida a sua entra naquele país. Ao ser entrevistado ele começou a se contradizer em algumas das suas respostas (não soube informar como teria pago a sua passagem, nem os locais que pretendia visitar quando chegasse em Lisboa).

cocaina-no-estaomagoA ação teve seu desfecho final quando a equipe de policias federais diante de suas respostas imprecisas solicitou a sua bagagem afim de que fosse feita uma vistoria e busca minuciosa, onde percebeu-se que dentro dela havia poucas roupas, incompatíveis com uma pessoa que estaria viajando para a Europa. Neste momento o passageiro começou a passar mal dizendo estar sentindo forte dores na barriga e por este motivo os federais resolveram levá-lo para uma Unidade de Pronto Atendimento-UPA localizada na Imbiribeira com o objetivo de receber atendimento médico. E ao chegar lá foi detectado através do aparelho de radiografia que ele estava transportando em seu estômago várias cápsulas de cocaína. Ao ser constatada a droga em seu estômago o suspeito teve que ser levado para o Hospital da Restauração a fim de que fossem tomadas todas as medidas cabíveis para que pudesse expelir as cápsulas que ele havia ingerido. Lá chegando, ficou constatada que uma das cápsulas estava atravessada em seu estômago e que dificilmente seria expelida pela digestão, razão pela qual teve que ser submetido a uma cirurgia denominada laparotomia. O preso ficou custodiado no Hospital da Restauração por policiais federais e militares onde expeliu 84 cápsulas vindo a receber alta somente, ontem, dia 27/09/2016 por volta das 10h. As cápsulas perfizeram um peso bruto de 1Kg de cocaína.

Terminado os trabalhos investigativos e tendo sido toda a droga expelida o suspeito recebeu voz de prisão em flagrante foi informado dos seus direitos e garantias constitucionais, onde acabou sendo autuado pela prática do crime contido no artigo 33 e 40, inciso I da Lei nº 11.343/2006 (tráfico internacional de drogas) e caso seja condenado poderá pegar penas que variam de 5 a 20 anos de reclusão. Após a autuação, o preso realizou Exame de Corpo de Delito no IML-Instituto de Medicina Legal, em seguida encaminhado para a audiência de custódia para posteriormente ser recambiado para o COTEL-Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna, onde ficará à disposição da Justiça Federal/PE. Além da droga também foram apreendidas passagens aéreas, um aparelho celular, passaporte e quantia de € 1000 euros cerca de R$ 3.630,00 reais. Em seu interrogatório o preso informou que esta é a primeira vez que transporta drogas para o exterior e que receberia a quantia de € 7.000 euros cerca de R$ 25 mil reais quando entregasse a droga no aeroporto daquele país a uma pessoa que o identificaria pela cor de suas vestimentas. Disse também que os € 1000 euros seria para custear despesas até chegar no seu destino final, porém não deu detalhes de quem o aliciou no Brasil, informando apenas que em Linhares/ES, foi aliciado por uma pessoa que aparentava ter 40 anos, o qual lhe fez a proposta de viajar para São Paulo/SP e chegando na cidade do Tatuapé/SP, encontrou-se com uma pessoa, o qual que lhe instruiu a engolir as 84 cápsulas de cocaína. De lá pegou um voo para Recife/PE de onde pretendia embarcar para Lisboa em Portugal.

Esta é a 4ª apreensão de drogas realizada no Aeroporto dos Guararapes-Gilberto Freyre no ano de 2016 com 4 pessoas presas (3 homens e 1 mulher) e apreensão de 13Kg de haxixe, 5,5Kg de cocaína. Em 2015 houve apenas uma apreensão de drogas no Aeroporto dos Guararapes-Gilberto Freyre com duas pessoas presas (2 mulheres) com 10,6Kg de cocaína.

Esta já é 22ª apreensão de drogas que a PF realiza em Pernambuco no ano de 2016. Até agora, 27 pessoas (20 homens e 7 mulheres) foram presas e apreendidos 2Kg de pasta base e 3.040Kg (três toneladas e novecentos e vinte e seis quilos) de maconha e 12,7Kg de crack, 13Kg de haxixe, 5Kg de fenacetina, 14,7Kg de Cocaína, 3Kg de bicarbonato de sódio e 12Kg de manitol. Em 2015 a PF conseguiu prender 34 (trinta e quatro) pessoas por tráfico de drogas, 862Kg (oitocentos e sessenta e dois quilos) de maconha,156Kg (cento e cinquenta e seis) quilos de pasta base de cocaína, 28Kg (vinte e oito) quilos de crack e 614Kg (seiscentos e quatorze) quilos de cocaína pura;

Compartilhe   

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

apreesai-de-drogas-pfA Polícia Federal em Pernambuco, Através da Delegacia de Repressão a Drogas, prendeu no dia 21/09/2016, por volta das 14h, LUIZ HENRIQUE MENDES MARANHÃO, brasileiro, casado, 28 anos, autônomo, natural de Recife/PE e residente em Abreu e Lima/PE-(possui antecedentes criminais: já foi preso duas vezes por roubo) e ANDERSON BORGES DA SILVA, brasileiro, solteiro, 34 anos, encarregado de expedição, natural de Abreu e Lima/PE e residente em Paulista/PE-(possui antecedentes criminais: já foi preso em 2005 por latrocínio, sendo condenado a 29 anos, estando atualmente no regime semi-aberto)

presos-trafico-de-droga-pfA prisão aconteceu em virtude de investigações de rotina realizada pela Delegacia de Repressão a Drogas, as quais davam conta da utilização de um imóvel localizado em Paulista/PE para armazenamento e distribuição de drogas naquela região, constituindo assim, um grande ponto de venda de material entorpecente. A partir de levantamentos e diligências veladas realizados no referido endereço foram confirmados as informações iniciais, constatado movimento significativo de pessoas, bem como o descarregamento de material suspeito.

A ação teve seu desfecho final quando os policiais ao perceberem a chegada de duas pessoas no imóvel (ANDERSON e LUIZ), sabendo previamente que ambos já tinham diversos antecedentes criminais por furto e tráfico, fizeram a abordagem. A droga encontrava-se na cozinha embaixo da pia e a outra numa dispensa na área de serviço (maconha e crack). Com o prosseguimento das buscas no interior da casa, também foram encontrados outros materiais que indicavam uma grande atividade relacionada ao tráfico de drogas, tais como: cadernos contendo anotações sugerindo contabilidade do tráfico, balanças de precisão, sacos plásticos para embalagem de entorpecentes, além de muito dinheiro em espécie.

apreeesao-pf-recifeConcluída a abordagem e confirmada a prática dos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico, os envolvidos receberam voz de prisão em flagrante, foram informados dos seus direitos e garantias constitucionais, e em seguida conduzidos à Superintendência de Polícia Federal para serem autuados pela prática dos crimes tipificados nos artigos 33 e 35 da Lei nº 11.343/2006 (tráfico de drogas e associação). Caso sejam condenados poderão ser aplicadas penas que variam de 5 a 20 anos de reclusão. Após a autuação, os presos foram conduzidos para realizar Exame de Corpo de Delito no IML – Instituto de Medicina Legal, em seguida para a audiência de custódia, onde foi confirmada a necessidade de manutenção da prisão, e logo após recolhidos no COTEL- Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna, onde ficarão à disposição da Justiça.

Ao todo foram apreendidos: R$ 29.500 (vinte e nove mil e quinhentos reais; 05 (cinco) aparelhos celulares; 04 (quatro) cartões de crédito; 02(duas) balanças de precisão; 01(um) veículo celta de cor cinza; 01(uma) moto de cor preta; 102Kg (cento e dois quilos de maconha), além de 9,6Kg (nove quilos e seiscentos gramas) de crack.

Esta já é 20ª apreensão de drogas que a PF realiza em Pernambuco no ano de 2016. Até agora, 26 pessoas (20 homens e 6 mulheres) foram presas e apreendidos 2Kg de pasta base e 2.926Kg (duas toneladas e novecentos e vinte e seis quilos) de maconha e 12,7Kg de crack, 13Kg de haxixe, 5Kg de fenacetina, 13,7Kg de Cocaína, 3Kg de bicarbonato de sódio e 12Kg de manitol.

Em 2015 a PF conseguiu prender 34 (trinta e quatro) pessoas por tráfico de drogas, 862Kg (oitocentos e sessenta e dois quilos) de maconha,156Kg (cento e cinquenta e seis) quilos de pasta base de cocaína, 28Kg (vinte e oito) quilos de crack e 614Kg (seiscentos e quatorze) quilos de cocaína pura;

Compartilhe   

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

prisao-prfrosivaldoA Polícia Rodoviária Federal prendeu no dia 18/09/2016, por volta das 23h, ROSIVALDO WANDERLEY DA SILVA, casado, 62 anos, funcionário público federal, natural de Recife/PE e residente em Beberibe-Recife/PE. A prisão se deu pelo Grupo de Patrulhamento Tático da Polícia Rodoviária Federal, na BR 101 em Igarassu/PE quando realizavam abordagens a diversos ônibus interestaduais, após pararem um coletivo que seguia de Natal/RN para a capital pernambucana.

Ao ser consultado os bancos criminais contatou-se a existência de um mandado de prisão em aberto contra ROSIVALDO, expedido pela 13ª Vara Federal com sentença condenatória de 5 anos e 4 meses de reclusão a ser cumprida em regime semi-aberto, pelo crime contido no artigo 171 § 3º (estelionato com a agravante de ter sido cometido contra uma entidade de direito público de assistência social.

abordagemTerminado os trabalhos investigativos o preso foi levado para sede da Polícia Federal em Recife/PE, onde tomou ciência do mandado de prisão, foi informado dos seus direitos e garantias constitucionais, e em seguida foi conduzido para realizar Exame de Corpo de Delito no IML-Instituto de Medicina Legal, posteriormente foi levado para a audiência de custódia em Recife/PE e por fim conduzido para o COTEL-Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna onde ficará à disposição da Justiça Federal.

RELEMBRE O CASO:

ROSIVALDO WANDERLEY DA SILVA, na qualidade de funcionário do Posto do INSS, localizado no bairro do Pina-Recife/PE, juntamente com outros comparsas, teria concedido irregularmente diversos benefícios previdenciários, da espécie aposentadoria por tempo de serviço, a segurados que não possuíam o tempo mínimo de contribuição exigido pela lei, por meio de requerimentos administrativos instruídos com documentos falsos ou mesmo sem documento algum, pela apresentação de PIS fictícios, contratos rasurados nas carteiras profissionais.

A fraude foi descoberta pela auditoria do Instituto, que suspendeu os pagamentos e encaminhou o procedimento administrativo para que a Polícia Federal iniciasse uma investigação com vista a responsabilizar todos os envolvidos. Na época, em 2004, os valores que eram cobrados pela concessão das aposentadorias fraudulentas variavam de R$ 3 mil a R$ 4 mil reais.

Um Processo Administrativo, instaurado pelo INSS resultou na demissão de ROSIVALDO, o qual, segundo levantamentos da auditoria já havia concedido pelo menos 25 (vinte e cinco) aposentadorias fraudulentas.

Compartilhe   

terça-feira, 20 de setembro de 2016

cocaina-em-posuspeitaA Polícia Federal em Pernambuco autuou em flagrante no dia 17/09/2016 por volta das 1h, SILVIA BÁRBARA DA SILVA PALHETA brasileira, solteira, 34 anos, doméstica, natural de Belém/PA e residente no bairro de Icoaraci-Belém/PA-(não possui antecedentes criminais). A prisão aconteceu durante fiscalização de rotina destinada a reprimir o tráfico internacional de entorpecentes no Aeroporto Internacional dos Guararapes – Gilberto Freyre. Os agentes desconfiaram da suspeita em virtude de não ter dado explicações coerentes acerca de ser oriunda de outro estado e estar tentando embarcar para Cabo Verde na África pelo aeroporto de Recife. Em virtude de tal suspeita ela foi convidada a participar de uma entrevista prévia na sala da Polícia Federal e foi solicitada a sua bagagem afim de que fosse feita uma vistoria e busca minuciosa, onde encontrou-se 12 (doze) embalagens de descolorantes de cabelo.

A suspeita não soube sequer dizer onde havia comprado tais produtos e nem apresentou a nota fiscal motivo pelo qual foi aberta uma dessas embalagens e ao ser submetida a exame preliminar de narcoteste resultou positivo para cocaína, totalizando um peso bruto de 1Kg da droga.

euroTerminado os trabalhos investigativos e tendo sido toda a droga encontrada SILVIA recebeu voz de prisão em flagrante foi informada dos seus direitos e garantias constitucionais, onde acabou sendo autuada pela prática do crime contido no artigo 33 e 40, inciso I da Lei nº 11.343/2006 (tráfico internacional de drogas) e caso seja condenada poderá pegar penas que variam de 5 a 20 anos de reclusão. Após a autuação, a presa realizou Exame de Corpo de Delito no IML-Instituto de Medicina Legal, em seguida encaminhada para a audiência de custódia e posteriormente foi conduzida para a Colônia Penal Feminina, onde ficará à disposição da Justiça Federal/PE. Além da droga também foram apreendidas passagens aéreas, um aparelho celular, passaporte e quantia de € 300 euros cerca de R$ 1.100 reais.

cocainaEm seu interrogatório SILVIA informou que fez uma viagem para São Paulo/SP e combinou de ir para Cabo Verde na África com um namorado e tendo chegado na capital paulista conheceu uma mulher num salão de beleza que sabendo que ela iria para a África pediu para que ela entregasse as 12 embalagens de descolorante de cabelo a um taxista naquele país que a reconheceria pela sua foto quando desembarcasse no aeroporto. Disse ainda que a cabeleireira tinha sotaque de outro país e lhe ofereceu € 300 euros para custear suas despesas, porém recusou-se a dar maiores detalhes sobre tal pessoa.

Esta já é 19ª apreensão de drogas que a PF realiza em Pernambuco no ano de 2016. Até agora, 24 pessoas (18 homens e 6 mulheres) foram presos e apreendidos 2Kg de pasta base e 2.834Kg de maconha e 3,1Kg de crack, 13Kg de haxixe, 5Kg de fenacetina, 13,7Kg de Cocaína, 3Kg de bicarbonato de sódio e 12Kg de manitol. Em 2015 a PF conseguiu prender 34 (trinta e quatro) pessoas por tráfico de drogas, 862Kg (oitocentos e sessenta e dois quilos) de maconha,156Kg (cento e cinquenta e seis) quilos de pasta base de cocaína, 28Kg (vinte e oito) quilos de crack e 614Kg (seiscentos e quatorze) quilos de cocaína pura;

Esta é a 5ª apreensão de drogas realizada no Aeroporto dos Guararapes-Gilberto Freyre no ano de 2016 com 5 pessoas presas (3 homens e 2 mulheres) e apreensão de 13Kg de haxixe, 9,3Kg de cocaína. Em 2015 houve apenas uma apreensão de drogas no Aeroporto dos Guararapes-Gilberto Freyre com duas pessoas presas (2 mulheres) com 10,6Kg de cocaína.

Compartilhe   

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

dalton-wagner-dalton-cangaiaA Polícia Federal em Pernambuco, através da Delegacia de Repressão a Crimes contra o Patrimônio-DELEPAT, prendeu na manhã da última sexta-feira (16/09), por volta das 11h, DALTON WAGNER DA SILVA, vulgo “Dalton Cangaia”, 26 anos, solteiro, auxiliar de mecânico, natural de Abreu e Lima/PE, e residente em Igarassú/PE – (possui antecedentes criminais- já foi preso em 2010 por furto qualificado e em 2014 por tráfico de drogas e associação para o tráfico).

DALTON era o último suspeito que faltava ser preso quando da deflagração da “Operação Positus”, que ocorreu no dia 17/06/2016 e que desarticulou uma quadrilha especializada em assaltos a caminhões da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos – Correios. O suspeito foi preso em virtude do cumprimento de Mandado de Prisão Preventiva expedido pela 4ª Vara Federal, quando estava numa casa dentro de uma comunidade em Igarassú/PE e não ofereceu nenhum tipo de resistência quando da abordagem dos policiais federais. O preso irá responder pelos crimes de roubo com emprego de arma de fogo, com concurso de duas ou mais pessoas, mantendo a vítima em seu poder e associação criminosa. Caso seja condenado poderá pegar penas que variam de 4 a 14 anos de reclusão.

Após sua prisão o suspeito foi conduzido até a sede da Polícia Federal onde foi ouvido em inquérito policial e depois encaminhado para fazer exame de corpo de delito do IML –Instituto de Medicina Legal, sendo em seguida levado para comparecer à audiência de custódia e por fim levado para o COTEL-Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna ficando à disposição da Justiça Federal.

RELEMBRE A OPERAÇÃO POSITUS:

A Operação Positus foi deflagrada no dia 17/06/2016 onde 15(quinze) policiais federais divididos em 3 equipes, deram cumprimento a três mandados de prisão preventiva, três mandados de busca e apreensão e uma condução coercitiva, tendo ficado em aberto naquela época, apenas um desses mandados em desfavor do DALTON. As investigações tiveram início com a prisão em flagrante de ELDE ALEXANDRE ALVES, durante assalto ocorrido no dia 19/05/2016, na BR-232, no município de Pombos/PE. Na ocasião, um dos suspeitos conseguiu fugir e o outro foi preso por Policiais Militares do 21º Batalhão. Após uma longa perseguição o suspeito se jogou do caminhão depois que os policias atiraram contra o pneu do veículo, obrigando sua parada. Após a autuação do flagrante, as investigações prosseguiram no intuito de identificar os demais membros da quadrilha, tendo sido identificados e presos preventivamente quando da deflagração da operação:

NILSON FERREIRA GONÇALVES, 25 anos, casado, motorista e residente em Igarassu/PE – (possui antecedentes criminais, já foi preso por porte ilegal de arma de fogo); JONATHAN ALIFFE RIBEIRO DE ANDRADE 23 anos, casado, autônomo e residente em Igarassu/PE – (não possui antecedentes criminais); TIAGO ROBERTO DA SILVA FERREIRA, 23 anos, casado, autônomo e residente em Igarassu/PE – (não possui antecedentes criminais).

A quadrilha atuava com o monitoramento dos caminhões SEDEX, realizando a abordagem em rodovia e mantendo o motorista da empresa em cárcere privado até descarregar as encomendas. Os presos foram autuados como incurso nas penas de roubo qualificado e formação de quadrilha, podendo a pena chegar até 18 anos de reclusão. Em seus interrogatórios, apesar de um deles negar participação, os outros presos informaram que todos tiveram participação na investida sendo colocado para dentro da cena do crime, quer seja dirigindo o veículo, abordando os motoristas ou ficando responsável com a guarda da carga roubada e o sequestro do motorista para o manter em cárcere privado! *A palavra “postal” provém do latim “positus”, nome dado aos postos de correio situados ao longo dos caminhos para dar descanso aos mensageiros.

PRISÕES GERAIS:
Até agora foram presos em Pernambuco 38 (trinta e oito) assaltantes dos Correios, da Caixa Econômica Federal e ligados a órgãos públicos federais, cuja competência seja de atuação da Polícia Federal e 06 quadrilhas desarticuladas!

Compartilhe