| PORTAL AGRESTE VIOLENTO

PM CONECTADO

Águas Belas (87) 99919.2115
Angelim (87) 99979.3204
Bom Conselho (87) 98101.7402
Brejão (87) 98101.8739
Caetés (87) 98146.4946
Canhotinho (87) 99612.2683
Capoeiras (87) 9.9819-5367
Calçado (87) 98116.4066
Correntes (87) 98134.0114
Garanhuns (87) 98139.1576
Jupi (87) 99962.2743
Jucati (87) 98111.2481
Lajedo (87) 9.8144-9320
Lagoa do Ouro (87) 991794150
Paranatama (87) 98121.5364
Palmeirina (87) 98143.4566
São João (87) 98116.1430
Terezinha (87) 98124.0865

Rádios e Parceiros

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

PMA Câmara analisa o Projeto de Lei 6050/13, do deputado Guilherme Mussi (PP-SP), que proíbe o afastamento do cargo de policiais civis e militares que estiverem sob investigação ou respondendo processo por ter efetuado disparos com arma de fogo no exercício de suas atribuições. Pela proposta, o policial só poderá ser punido com afastamento do cargo ou com outra penalidade quando houver sentença condenatória do Poder Judiciário.

Segundo o texto, os disparos com arma de fogo poderão ter sido efetuados pelo policial, contra indivíduos em prática do ato delituoso, foragidos da Justiça que ofereçam iminente perigo à população, ou ainda por defesa pessoal e dos demais membros da corporação. “Sabemos de vários casos de policiais que, no cumprimento de suas atribuições, precisaram fazer o uso da arma de fogo contra indivíduo que está na prática do ato delituoso e por isso foram severamente punidos e até afastados de seus cargos sem qualquer sentença penal condenatória”, justifica o autor da proposta.

Tramitação
Com tramitação em caráter conclusivo, o projeto será analisado pelas comissões de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado, e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Do Diário de Pernambuco.

Foto: Arquivo/Ricardo Fernandes/DP/D.A Press.

Compartilhe   

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

TitoNa segunda-feira (20), policiais da 16ª Delegacia de Polícia de Homicídios de Goiana, em cumprimento a mandado de prisão preventiva, após representação da autoridade policial, prenderam José Antônio da Silva Filho, o “Tito”, 27 anos, acusado de ter participado do assassinato de Jailton Francelino da Silva, em fevereiro de 2012.

José Antônio foi preso na cidade de Condado e recolhido ao Presídio de Igarassu, onde permanece à disposição da Justiça Pública.

Compartilhe   

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

zeAs imagens chocam. A menina Ana Clara (seis anos) perambulando com o corpo em chamas. Não menos ardente foi ouvir a governadora do Maranhão dando uma entrevista dizendo que seu estado vai muito bem (deve ser a sua saúde) e que suas cidades estão interligadas por asfalto. Viram quanto nexo entre uma coisa e outra. Além disso, com os dedos indicadores erguidos (parecia reger uma orquestra), ela se deslanchava/deleitava em outras coisas boasdo seu estado. Era a soberba em corpo e alma. Em meio a todo esse quadro funesto, promoveu licitação para compras de lagosta… O Maranhão real tem o segundo pior índice de analfabetismo do Brasil, a pior renda per capita, seu IDH somente perde para o de Alagoas, e a mortalidade infantil é a segunda maior do país (dados de Veja). Como vai bem o estado da governadora! Deve ser o de saúde, repito.

A maldade do homem é o foco desse artigo. O escritor José Saramago fazendo referência a essa maldade dizia que à distância a humanidade é uma coisa linda. De perto e para um observador imparcial, uma merda (com perdão da palavra). E enumera as várias sentenças de morte infligidas ao homem pelo próprio homem. A barbárie que se tem visto na capitania da família Sarney é um exemplo. Certos líderes são piores do que líderes de facções criminosas que lutam pelo controledisso e daquilo. A omissão deles (lato sensu) resulta na ação dos mais diversos meliantes. Estranho que o estado (todos) exponha para seus agentes cartilhas de direitos humanos, exigindo que sejam cumpridas fielmente (é um crime qualificado), quando, ele próprio, praticamente institui a desumanidade através de suas cadeias da vida. Presos mais parecem animais enjaulados. Quanta hipocrisia.

Adentrando no nosso mundinho, aqui (como lá) existe maldade. Em ambiente de trabalho semeiam fuxicos e intrigas, não se importando com a dignidade alheia. Querem a de todos iguais a sua: podre. São os sebosos do cotidiano. Em todo lugar essa praga viceja, e quando encontra autoridades vergonhosas que bebem do mesmo cálice, é a sujeira estabelecida dando as cartas. E onde o homem habita traz com ele a maldade. Intriga-me que uns se dão a encontros religiosos, retiros espirituais e a orações em fins de semana. Mudança que é boa, nada. Tudo não passa de um compromisso entre si, sem resultado.

Esse foi o retrato do homem, grande e pequeno. Deus se arrependeu de tê-lo feito. Como é perfeito (não Lhe cabe arrependimento), a etimologia da palavra ou o seu contexto não faz muita diferença. Saramago tinha razão: o homem é uma merda. “Os cães são o nosso elo com o Paraíso. Eles não conhecem a maldade, a inveja ou o descontentamento”. Foi o que disse um outro grande escritor. Os cães estão sozinhos. A iniquidade de hoje não é menor do que aquela de antes do Dilúvio. E Noés não existem. O filho do Homem veio e nada mudou. Definitivamente, o homem não tem conserto.

Assim, se eu fosse Deus, resolveria o mundo hoje mesmo. Exceto para um, abriria as portas do paraíso aos outros animais. Ao homem (com toda pompa e glória) reservaria as profundezas do inferno. Padres e pastores na frente (sais nem de si mesmos). Que Belzebu (com sua legião de demônios) fizesse excelente proveito dessa coisa imunda que, sem conserto, tem sido ao longo de toda sua existência o profundo desgosto do Criador. José Maria.

Compartilhe   

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

PF-PE

Recife/PE – A Polícia Federal deflagrou, nesta terça-feira, 21/01, a operação Aquário[1], de combate a crimes previdenciários. Cerca de 100 policiais federais cumpriram 12 mandados de busca e apreensão e 20 mandados de condução coercitiva nas cidades de Recife, Olinda e no entorno. A ação desarticulou uma organização criminosa especializada na obtenção de benefícios sociais fraudulentos, que já gerou um prejuízo de cerca de R$ 2,5 milhões de reais aos cofres públicos.

O trabalho é fruto de uma força tarefa previdenciária composta pela PF e a APEGR, Assessoria de Pesquisas Estratégicas e Gerenciamento de Riscos da Previdência Social. O Serviço de Saúde do Trabalhador do INSS também auxiliou nas apurações.

As investigações mostram que a quadrilha atuava na obtenção de carteiras de identidade e CPFs falsos que eram utilizados perante à Previdência Social com o fim de obter benefícios, como o de Amparo Social ao Idoso e o de Amparo Social à Pessoa Portadora de Deficiência. Os criminosos também faziam uso de atestados médicos falsos para consumação das fraudes.

O INSS calcula um prejuízo de R$ 2.486.477,03 aos cofres públicos com a concessão dos benefícios fraudulentos. Dentre os crimes que os integrantes da quadrilha praticaram estão uso de documento falso, estelionato, corrupção passiva, peculato e associação criminosa.

Será concedida entrevista coletiva às 10 horas, no auditório da Superintendência Regional da PF em Pernambuco, localizada na av. Cais do Apolo, n° 321, Bairro do Recife.

[1] O nome da operação Aquário é uma referência ao bairro de Peixinhos, na cidade de Olinda, região onde mora a maioria dos envolvidos.

Compartilhe   

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Acidente com onibus da banda Raça NegraUm ônibus com integrantes da banda Raça Negra tombou em um trecho da BR-101, no município de Goiana, Zona da Mata Norte de Pernambuco, por volta da 1h20 desta segunda-feira (20), deixando vítimas em estado grave. O vocalista da banda, Luís Carlos, sofreu escoriações leves e passa bem. Após ser atendido na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Igarassu, com uma fratura no braço direito, ele foi ao Hospital Miguel Arraes, em Paulista, onde visitou os demais integrantes.

O veículo viajava de Natal (RN) para o aeroporto do Recife (PE) – de onde o grupo seguira para Salvador (BA) – e havia passado pela divisa entre a Paraíba e Pernambuco antes do acidente. Após o ônibus ter tombado em uma mureta, um caminhão que vinha no mesmo sentido bateu no veículo. Ao menos 27 pessoas ficaram feridas.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), entre os feridos estão Francisco de Assis, Glauco Antônio, Edilson Alves, Marcos Roberto, Fabiano José, Rafael Bandeira, Valdemir Cleiton, Cledson Leopoldino e o vocalista Luís Carlos. O motorista do caminhão, identificado como Francisco Dantas, também ficou ferido.

Após o acidente, equipes do Corpo de Bombeiros e do Samu fizeram os primeiros socorros.As vítimas em estado grave (Edson Alves e Marcos Roberto), teriam sido encaminhadas ao Hospital Miguel Arraes, em Paulista. Os demais foram direcionados a um hospital de Goiana e à UPA de Igarassu.

Texto do NE10

Compartilhe   

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Nota a Imprensa 010-2014-(Recebimento de 02 Granadas de Morteiro)-Foto-03+

Dentre os recebimentos mais inusitados de armas através da campanha do desarmamento que vão desde metralhadoras, fuzis antigos utilizados pelo exército brasileiro, armas de fabricação caseira (que não são indenizáveis) e armas de uso restrito das polícias e do exército de calibre proibido, está o recebimento pela sétima vez (a primeira foi no dia 29.11.2013, entregue por uma mulher, a segunda foi dia 14.12.2013 e a terceira em 15.12.2013, a quarta em 1º.01.2014, a quinta em 11.01.2014) de 02 (duas) granadas de morteiro 81mm de uso exclusivo do Exército Brasileiro  a qual foi entregue na PF sexta, 17.01.2014 (por uma pessoa do feminino, residente em Afogados/PE que acionou a Polícia Militar/PE por que tinha a granada de morteiro e uma munição de tanque de guerra deixado por seu marido, ex-militar já falecido) e ontem, sábado, 18.01.2014 (por uma pessoa do sexo masculino, residente em Jardim Paulista/PE que há 10 anos tinha ido pescar com uma tarrafa no Rio Capibaribe quando encontrou a granada de morteiro e desde então a tinha como objeto de decoração em sua casa). As identificações das pessoas serão mantidas em sigilo dentro da política estabelecida na campanha do desarmamento que protege tais pessoas assegurando-lhes o anonimato. Ambas as pessoas haviam visto uma reportagem na televisão de uma granada igual as suas e que representava um perigo muito grande de explosão então resolveram entregá-las para livrar-se do perigo.

O artefato mesmo antigo pode conter em seu interior substância explosiva que em contato com faísca de fogo, superaquecimento através do calor exagerado ou impacto provocado por queda, poderia provocar sua detonação. A granada será analisada por peritos criminais federais do esquadrão antibombas da PF para análise de sua letalidade e em seguida será enviada para o Exército afim de que seja providenciada a sua respectiva destruição. Até agora todas as granadas entregues na Polícia Federal possuíam substância explosivo em seu interior o que poderia ter provocado uma explosão de grande proporção. A granada por ser munição não gera nenhum tipo de indenização ela apenas é recebida e a pessoa tem direito a um comprovante de entrega. O Exército Brasileiro –  7ª Região Militar através do Setor de Fiscalização de Produtos Controlados é o órgão competente para viabilizar o transporte de uma forma segura desse tipo de artefato explosivo, quem tiver tais granadas devem ligar para o número 2129-6295 a fim de que seja agendada uma visita dos militares até o local para retirada do objeto explosivo.

A Campanha do Desarmamento incentiva a entrega voluntária de armas com indenizações que variam de R$ 150 a R$ 450 dependendo do tipo e do calibre. Após 882 dias de campanha do desarmamento compreendidos entre os dias 14.05.2011 até 26.12.2013, já foram entregues 6.201 armas e 12.380 munições, o que corresponde a 7 armas entregues por dia e 49 armas a cada semana e 196 por mês. As armas e calibres de munições mais entregues em Pernambuco são 1º revólveres, 2º espingardas e 3º pistolas, já as munições são as de calibre. 38. Desde a divulgação do último balanço que aconteceu em 24.11.2013 houve uma estabilidade na arrecadação de armas recebidas por dia As principais razões que estimulam o desarmamento com a consequente entrega voluntária de armas são o anonimato e a rapidez no pagamento da indenização que é efetuado em até 48 horas.  Em todos os casos será sempre preservado o anonimato das pessoas que realizarem a entrega de armas e munições e nenhum questionamento será feito a quem estiver entregando. Há casos, porém em que o anonimato não interessa ao cidadão, como ocorre com os possuidores e proprietários de armas adquiridas legalmente e que manifestam o desejo de baixar tal registro do SINARM-Sistema Nacional de Armas.

 NÚMEROS DE ARMAS E MUNIÇÕES ENTREGUES EM TODO O ESTADO:

PF-Recife

PF-Caruaru

PRF

PM

PF-Salgueiro

Posto Itinerante

Total de Armas:

Total de Munições:

3.073

471

463

1.048

738

408

6.201

12.380

Desde o dia 12.12.2011 além dos Postos da Polícia Federal em Recife, Caruaru e Salgueiro e da Polícia Rodoviária Federal que fica localizada no bairro do Pina-PE, também passaram a receber armas 22 (vinte e dois) postos Polícia Militar (15 Batalhões e 07 Companhias) numa parceria firmada entre a PF e a SDS-PE, facilitando assim o acesso das pessoas para entrega de armas, principalmente no agreste e sertão, evitando grandes deslocamentos para a capital; A população brasileira já entregou voluntariamente 647 mil armas, existem 2.121 postos de entrega em todo o Brasil e já foram pagos mais de R$ 11.6 milhões em indenizações. Em 2013 o estado de São Paulo liderou o ranking nacional de entrega de armas(8511), seguido da Bahia(3853), Rio Grande do Sul(3641) e Minas Gerais(3371), Pernambuco (3110) aparece na 5ª colocação. Agora se somarmos as porcentagens de armas entregues por população de 100 mil habitantes Pernambuco (35,36%) aparece na 1ª colocação, atrás do Rio Grande do Sul (34,04%) e da Bahia (27,48%). Em 2011 foram arrecadadas 2246 armas em 2012 caiu para 920 e em 2013 pulou para 3110. Houve um aumento de 245% na arrecadação de armas se compararmos o ano de 2012 com 2013.

Quem quiser entregar uma arma deve primeiro acessar o site www.entreguesuaarma.gov.br ou www.pf.gov.br e preencher uma guia de trânsito que tem validade de 01(um) dia e acondicioná-la de forma discreta e desmuniciada (sem munição) de forma a não caracterizar o seu pronto uso e, caso, a pessoa seja parada por uma blitz policial estará acobertada de qualquer apreensão ou prisão, caso contrário, a guia de trânsito não terá valor nenhum, ficando o infrator sujeito as penas da lei. Após a conclusão do procedimento de entrega nos casos em que a arma seja indenizada, será solicitado ao responsável o cadastro de uma senha numérica de 04 (quatro) dígitos que será confeccionada apenas pelo próprio requerente sem a ajuda de terceiros.

Compartilhe   

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Nota a Imprensa 009-2014 - (Crime Ambiental-Medidas Adotadas)-Foto-02+

A Polícia Federal em Pernambuco, através da DELEMAPH-Delegacia de Repressão a Crimes Contra o Meio Ambiente e Patrimônio Histórico, unidade responsável pela condução das investigações decorrentes das prisões em flagrante realizadas nos dias 04 e 13.01.2014 pela CIPOMA da Polícia Militar/PE, em razão de extração clandestina de areia no interior do Projeto de Assentamento Ubu, Itapissuma/PE, esteve ontem, dia 16.01.2013 nos locais de extração, junto com equipe de peritos da área de meio ambiente da Polícia Federal, para realização dos exames periciais em local de crime.

Nota a Imprensa 009-2014 - (Crime Ambiental-Medidas Adotadas)-Foto-06+

Os peritos Federais identificaram ao menos três pontos de extração com resquícios de atividade recente e promoveram a marcação do perímetro dos locais para dimensionamento da área e identificação exata da parcela onde estão inseridas. A partir dos exames periciais os peritos pretendem apontar a extensão do dano ambiental provocado na área, assim como ter condições de estimar o volume de areia extraída em cada um dos pontos. Além disso, será analisado o crescimento das áreas de extração ao longo do tempo, a partir de uma análise multitemporal das imagens de satélite disponibilizadas.
A Polícia Federal já oficiou ao Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária – INCRA, com o objetivo de serem identificados os beneficiários das parcelas onde estão sendo promovidas as atividades de extração mineral clandestina, os quais ficam sujeitos, além da responsabilização criminal, à perda da parcela a partir de processo de retomada a ser instaurado pelo INCRA. Além dos cinco presos em flagrante delito nos últimos dias, um assentado envolvido com a prática criminosa já foi identificado e indiciado pelo crime de usurpação de matéria-prima da União e crime ambiental, assim como o dono da máquina enchedeira que operava em um dos pontos de extração, proprietário de uma frota com seis caminhões caçamba.

Os três caminhões apreendidos continuam no pátio da Polícia Federal e serão submetidos à fiscalização da ANTT – Agência Nacional de Transportes Terrestres, para verificação da regularidade dos necessários registros de transporte rodoviário de carga – RNTRC, sem o qual não poderiam estar operando com o transporte rodoviário de carga. Além de estarem sujeitos à aplicação de multa, os proprietários dos caminhões podem vir a perder seus veículos, uma vez caracterizado o uso dos mesmos como instrumento da prática do crime, conforme previsão na lei de crimes ambientais, art. 25 da Lei 9.605/98.
As investigações prosseguem com o objetivo de identificar os destinatários da areia irregularmente extraída, em geral armazéns de construção, indústria e obras de construção civil, já que todos respondem pela prática do crime ambiental e usurpação de matéria prima pertencente à União. Várias evidências foram recolhidas hoje nos locais de crime e terão papel fundamental na identificação de outros envolvidos, subsidiando as investigações em andamento.

Ações fiscalizatórias estão programadas com o objetivo de inibir os crimes ambientais e contra o patrimônio da União que reiteradamente estão sendo praticados no interior do Projeto de Assentamento Ubu, já objeto de operação conjunta pela Polícia Federal e DNPM no ano de 2008, que ensejou o ajuizamento de várias ações penais pelo MPF.

Compartilhe   

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Nota a Imprensa 008-2014-(Apreensao 50Kg-Pasta Base de Cocaina)-Foto-12+

A Polícia Federal em Pernambuco através da Delegacia de Repressão a Entorpecentes-(DRE) em Recife/PE conseguiu na tarde desta quarta-feira, dia 15/01/2014, por volta das 15hs, prender ANDRIEL ROMOALDO MARTINS, 36 anos, piloto de embarcação, divorciado, natural de Chopinzinho/PR e residente em Foz do Iguaçu/PR- (não possui antecedentes criminais). A prisão aconteceu em virtude de barreiras policiais de rotina realizada pela Polícia Federal com apoio da Polícia Militar (18º BPM) no bairro da Charneca, cidade do Cabo do Santo Agostinho/PE visando efetuar abordagens em diversos caminhões suspeitos no intuito de combater o tráfico interestadual de entorpecentes e sua consequente entrada no estado pernambucano.
Após parar vários caminhões e realizar as consequentes vistorias, os policiais federais desconfiaram do motorista de um caminhão que estava descarregado de marca Mercedes Bens, cor vermelha e placas BYF 5785 de Foz do Iguaçu/PR em virtude de suas contradições. Ao ser indagado pelos federais a respeito do que havia vindo fazer em Recife/PE, respondeu que era um sonho de infância conhecer a veneza brasileira, porém não soube apontar nenhum ponto turístico ou o hotel em que ficaria ou tivesse reservado, também teria afirmado anteriormente a uma mulher que pegou carona com ele em Palmares/PE com destino a Recife/PE que estava indo para o  Porto de Suape/PE, carregar seu caminhão, então diante dos fortes indícios de imprecisão em suas declarações e como aquele lugar era impróprio para uma averiguação e vistoria minuciosa em sua viatura foi trazido para Recife/PE a fim de que fossem feitos tais procedimentos.

Nota a Imprensa 008-2014-(Apreensao 50Kg-Pasta Base de Cocaina)-Foto-11+

A ação teve seu desfecho final quando ao vistoriar o caminhão foi encontrado num fundo falso da carroceria do caminhão 49 (quarenta e nove) tabletes de pasta base de cocaína que totalizou um peso bruto de aproximadamente 50Kg (cinquenta) quilos. Após a descoberta da droga e terminado os trabalhos investigativos o suspeito recebeu voz de prisão em flagrante foi informado dos seus direitos e garantias constitucionais e em seguida trazido para a Superintendência da Polícia Federal em Recife/PE, para que fossem adotados os procedimentos de polícia judiciária, onde acabou sendo autuado por tráfico interestadual de entorpecentes (artigo 33 c/c artigo 40 inciso V da Lei 11.343/06) e caso sejam condenado poderá pegar penas que variam de 5 a 20 anos de reclusão.

Nota a Imprensa 008-2014-(Apreensao 50Kg-Pasta Base de Cocaina)-Foto-03+

Após as praxes processuais o preso foi submetido a exame de corpo de delito e em seguida recambiado para o COTEL-Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna onde ficará à disposição da Justiça Estadual do Cabo de Santo Agostinho/PE. A mulher que havia pegado carona não tinham qualquer envolvimento com o suspeito ou tráfico de drogas, por isso foi ouvida em termo de depoimento e liberada em seguida.

Além da droga também foram apreendidos, 02(dois) aparelhos celulares. Em seu interrogatório o conduzido informou que por estar com o seu pai doente e passando por problemas financeiros difíceis resolveu aceitar a proposta de um traficante para realizar o transporte e a entrega da droga de Foz do Iguaçu/PR até um posto de gasolina em Olinda/PE, e para isso receberia a quantia de R$ 12.000,00 (doze mil e duzentos) reais, não dando detalhes nem revelando o nome da pessoa que o contratou nem quem iria receber a droga. Pela forma de apresentação a droga é oriunda do Paraguai e percorreria por via terrestre cerca de 3.475km até chegar em Olinda/PE. Caso a droga fosse transformada em crack daria para se fazer 150kg (cento e cinquenta) quilos, o que corresponderia a aproximadamente 600 mil pedras. A droga seria usada para abastecer vários pontos de venda de crack na Região metropolitana do Recife/PE e Olinda/PE.

Esta é a primeira grande apreensão feita pela PF/PE este ano de pasta base de cocaína em Pernambuco. No ano de 2013 a PF/PE conseguiu apreender 2.327Kg de maconha, 378 quilos de pasta base de cocaína, 18,7 quilos de cocaína e prendeu 45 pessoas por envolvimento com o tráfico de drogas;

Compartilhe   

terça-feira, 14 de janeiro de 2014

O programa Pacto Pela Vida, implantado pelo Governo de Pernambuco em 2007, registrou, pelo sétimo ano consecutivo, uma redução de 7,6%, em 2013, na comparação com 2012, na taxa de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI), que mede o número de homicídios e latrocínios por 100 mil habitantes.

Desde sua criação, o Pacto Pela Vida reduziu em 39,10% a taxa de CVLI’s, o que significa um total de 7.899 vidas salvas em sete anos. Ao alcançar sete anos consecutivos de queda na criminalidade, o Estado é o único do Nordeste que apresenta declínio nos índices de violência. O mesmo acontecendo com o Recife, única capital nordestina a reduzir os índices de homicídios.

Na análise dos dados por município, apenas em 2013, a capital pernambucana apresentou uma queda de 24,7% na taxa de homicídios e obteve 140 dias sem ocorrência de assassinatos. Na tabulação dos números nos últimos sete anos, Recife atingiu um patamar de redução de 60,88%. Para colaborar na redução da violência, a gestão municipal, após receber sugestões de vários setores da sociedade, lançou, no último mês de julho, o Pacto pela Vida do Recife, primeiro plano municipal de segurança pública do Brasil. Também foram instaladas 40 câmeras de videomonitoramento, em 13 bairros da cidade, reforçando a segurança em praças, parques e nas proximidades de escolas municipais.

Além dos vários municípios que diminuíram seus índices de CVLI, 13 cidades pernambucanas não registraram nenhum homicídio durante todo o ano de 2013. São eles: Salgadinho, Brejinho, Solidão, Buenos Aires, Calumbi, Frei Miguelinho, Granito, Ibirajuba, Ingazeira, Poção, Santa Filomena, Triunfo e Verdejante.

O distrito de Fernando de Noronha também não registrou homicídios no ano passado. Pela primeira vez na história, Pernambuco celebrou um dia inteiro sem que fosse registrada uma única morte violenta. O fato aconteceu em 29 de abril, quando os 184 municípios do Estado zeraram os índices contabilizados pelo Pacto Pela Vida.

O secretário de Defesa Social, Alessandro Carvalho, atribuiu os resultados à decisão política do governador Eduardo Campos de ter optado pela criação efetiva de uma política de segurança pública e Defesa Social para o Estado. “Com a decisão, buscamos conhecer quais eram os problemas que levavam à violência e, a partir de um diagnóstico, investimos na complementação do efetivo, na integração entre os órgãos operativos da SDS e em parceria com o Poder Judiciário, Ministério Público e outros setores da sociedade civil organizada”, destacou.

Em 2013, vários destaques foram fundamentais para a redução da violência no Estado. Para colaborar no combate ao crime foram nomeados 1.368 soldados da Polícia Militar, 414 agentes e 200 escrivães na Polícia Civil. Foram instaladas mais 280 câmeras, totalizando 573 em todo o Estado.

Outro destaque importante diz respeito ao reforço no trabalho realizado pela Patrulha do Bairro. Mais 106 viaturas entraram em operação, totalizando 296 equipes realizando patrulhamento na capital, Região Metropolitana e Interior do Estado. As operações de repressão qualificada, no ano passado, continuaram colaborando na redução de CVLI. Foram 30 operações com 573 pessoas presas, com destaque para as operações Disciplina, Zero Bala e Última Jogada realizadas pelos órgãos operativos da SDS.

Operacionalidade – Ações repressivas também colaboraram para manter a curva decrescente da violência no Estado. Até novembro de 2013 foram apreendidas 1,1 toneladas de crack convertido e oito toneladas de maconha. As polícias pernambucanas cumpriram 7.444 mandados de prisão e realizaram 26.082 prisões em flagrantes além de remeter à justiça até novembro 47.270 inquéritos.

“Ainda há muito trabalho pela frente. Esse trabalho não para. O Pacto pela Vida não é formado apenas pelo trabalho de repressão, da polícia, mas também pelo trabalho das outras secretarias parceiras. Por um trabalho forte na prevenção social”, acrescentou Frederico Amâncio, coordenador do Pacto pela Vida e Secretário de Planejamento e Gestão de Pernambuco.

Compartilhe   

terça-feira, 14 de janeiro de 2014

garçonO homem que esquartejou a esposa e colocou os pedaços do corpo em sacolas plásticas foi condenado a cumprir 19 anos e seis meses de reclusão após o julgamento dessa segunda-feira (13), no Fórum Desembargador Henrique Capitulino, em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife. O garçom Luís Antônio dos Santos Júnior, 36, cumprirá 18 anos por homicídio duplamente qualificado por motivo torpe, praticado de forma cruel, e um ano e seis meses por omissão de cadáver.

A defensora pública do acusado recorreu da sentença por acreditar que ela foi maior do que deveria. Em junho de 2011, o garçom matou a esposa Mirtis Juliana Araújo, 27, na casa do casal, na Vila Sotave, em Jaboatão dos Guararapes. O inquérito aponta que a professora queria se separar o marido após dez anos de relacionamento e teria pedido ao agressor que deixasse a casa dela.

Sem aceitar a decisão, ele teria matado a companheira com um pedaço de ferro e golpes de madeira. Quando percebeu que a vítima estava morta, cortou o corpo em pedaços e colocou em sacos plásticos que foram levados para a casa da mãe, no bairro de Vila Rica. O corpo de Mirtis foi encontrado pela sogra, que chamou a polícia. O suspeito confessou o crime e desde então está preso no Centro de Triagem de Abreu e Lima (Cotel).

Imagem e texto: TV Jornal

Compartilhe