HOMEM FOI ASSASSINADO A TIROS EM PRAÇA PÚBLICA NO CENTRO DE GARANHUNS/PE | Agreste Violento

PM CONECTADO

Águas Belas (87) 99919.2115
Angelim (87) 99979.3204
Bom Conselho (87) 98101.7402
Brejão (87) 98101.8739
Caetés (87) 98146.4946
Canhotinho (87) 99612.2683
Capoeiras (87) 9.9819-5367
Calçado (87) 98116.4066
Correntes (87) 98134.0114
Garanhuns (87) 98139.1576
Jupi (87) 99962.2743
Jucati (87) 98111.2481
Lajedo (87) 9.8144-9320
Lagoa do Ouro (87) 991794150
Paranatama (87) 98121.5364
Palmeirina (87) 98143.4566
São João (87) 98116.1430
Terezinha (87) 98124.0865

Rádios e Parceiros

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Vítima estava com a mãe deficiente visual deitada no colo quando o assassino chegou atirando

Um rapaz de 21 anos foi assassinado com três disparos de arma de fogo, por volta das 14h15m desta quarta-feira (11), partidos de um revólver calibre 38, que atingiram cabeça e costas. Segundo a Polícia Civil, o assassino teria efetuado os disparos pelas costas da vítima que estava sentada em um banco da Praça Capitão Tomaz Maia, Centro de Garanhuns/PE. Ao lado de seu corpo foi encontrado um projétil de revolver calibre 38. O rapaz foi identificado como Jackson Lopes da Silva, que era ex-presidiário e morava na Rua Antônio Vieira de Souza, Jardim Petrópolis, Garanhuns. Ele tinha saído da prisão a poucos dias, devido ter sido preso junto com seu irmão, com uma moto que estava com a placa de um carro e alguns celulares de procedência duvidosa.

Em depoimento na 22ª Delegacia de Polícia Civil, a mãe de Jackson informou que ouviu os disparos e perguntou ao filho o que teria acontecido, mas ele já não respondeu, foi quando ela sentiu o sangue escorrendo em suas mãos.

Era de costume Jackson lhe acompanhar quando teria que resolver alguma coisa no centro da cidade, como seu pai que também é deficiente visual.

Sobre a prisão: Os irmãos teriam sido presos na noite do dia 18/10/2016, nas proximidades da Avenida Caruaru, no bairro de Heliópolis. Na ocasião, um dos irmãos teria simulado estar armado e teria roubado o celular de um estudante que ia para a faculdade. Cerca de 1 hora e 30 minutos depois eles teriam praticado outro roubo, no bairro Aluísio Pinto, nas proximidades da “Barreira do Inferno”. E foram detidos pela Polícia Militar, na localidade conhecida como “Pipoca”, próximo a Cohab II – Garanhuns. O caso foi apresentado ao poder judiciário que decretou a prisão dos irmãos que estavam presos na Cadeia Pública de Saloá no Agreste do estado, tendo sido postos em liberdade após ações impetradas por seu advogado.

O assassinato é o 4º de 2017 em Garanhuns, e está sendo investigado pela 22ª Delegacia de Polícia Civil da cidade.

A Polícia Militar realizou rondas em busca do assassino que teria fugido em uma moto, porém o mesmo não foi localizado. O corpo de Jackson foi encaminhado para o Instituto de Medicina Legal (IML), através de uma Funerária contratada pela família, haja vista o Estado não disponibilizar de serviço de IML para remoção de cadáveres nesta região do Agreste pernambucano.

Compartilhe