PARANAENSE É PRESO PELA PF NO AEROPORTO DOS GUARARAPES COM CERCA DE 6,1KG DE METANFETAMINA ESCONDIDA DENTRO DE MALA | Agreste Violento

PM CONECTADO

Águas Belas (87) 99919.2115
Angelim (87) 99979.3204
Bom Conselho (87) 98101.7402
Brejão (87) 98101.8739
Caetés (87) 98146.4946
Canhotinho (87) 99612.2683
Capoeiras (87) 9.9819-5367
Calçado (87) 98116.4066
Correntes (87) 98134.0114
Garanhuns (87) 98139.1576
Jupi (87) 99962.2743
Jucati (87) 98111.2481
Lajedo (87) 9.8144-9320
Lagoa do Ouro (87) 991794150
Paranatama (87) 98121.5364
Palmeirina (87) 98143.4566
São João (87) 98116.1430
Terezinha (87) 98124.0865

Rádios e Parceiros

sexta-feira, 02 de dezembro de 2016

metanfetamina-apreesao-pf-pesuspeitoA Polícia Federal em Pernambuco autuou em flagrante no dia 1º/12/2016 por volta das 3h, LUCAS FERNANDO CARVALHO, brasileiro, 26 anos, solteiro, vendedor, natural de Apucarana/PR e residente no bairro de Arapongas/PR-(não possui antecedentes criminais).  A prisão aconteceu durante fiscalização de rotina realizada pela Polícia Federal e Receita Federal destinada a reprimir o tráfico internacional de entorpecentes no Aeroporto Internacional dos Guararapes – Gilberto Freyre. Os policiais federais desconfiaram do suspeito em virtude de ter desembarcado em Recife/PE num voo proveniente de Amsterdã/Lisboa/Recife e não no Paraná, estado onde mora e reside, bem como pela demonstração de um comportamento bastante apreensivo, não parando de observar o trabalho desenvolvido pelos fiscais da Receita Federal.

A ação teve seu desfecho final quando o passageiro foi separado para uma entrevista prévia e quando sua mala foi submetida ao aparelho de raio-x da Receita Federal percebeu-se que em seu interior haviam 03 (três) embalagens de formato retangular que ao passar por exame “narcoteste” resultou positivo para METANFETAMINA (é uma droga sintética cuja substância psicoativa é estimulante do sistema nervoso central. Ela também é conhecida como Ice, Tina, cocaína de pobre, Speed ou cristal. O seu uso é administrado cheirando, fumando ou injetando com seringas. A droga cria uma sensação falsa de felicidade e bem-estar, euforia repentina, sentimento de autoconfiança, hiperatividade e energia. Os efeitos desta droga geralmente duram cerca de 6 a 8 horas, mas podem durar até 24 horas. Consequentemente, está associada com sérios riscos de saúde como: perda de memória, agressão, comportamento psicótico, sérios danos ao coração e ao cérebro e provoca uma das dependências químicas mais difíceis de se tratar do que a maioria de outras substâncias entorpecentes).

metanfetamina-apreendidaTerminado os trabalhos investigativos e tendo sido a droga encontrada, o suspeito recebeu voz de prisão em flagrante foi informado dos seus direitos e garantias constitucionais, onde acabou sendo autuado pela prática do crime contido no artigo 33 e 40, inciso I da Lei nº 11.343/2006 (tráfico internacional de drogas) e caso seja condenado poderá pegar penas que variam de 5 a 20 anos de reclusão. Após a autuação, o preso realizou Exame de Corpo de Delito no IML-Instituto de Medicina Legal, em seguida foi encaminhada para a audiência de custódia e logo após para o COTEL-Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna onde ficará à disposição da Justiça Federal. Além da droga também foram apreendidas passagens aéreas, passaporte, 01(um) celular.

Em seu interrogatório LUCAS informou que conheceu uma pessoa em Florianópolis/SC (não deu maiores detalhes), o qual lhe ofereceu uma viagem para a Europa com o objetivo de trazer para o Brasil uma certa quantidade de material entorpecente e por esse serviço de transporte seria lhe oferecido a quantia de R$ 40 mil reais, e em razão de sérias condições financeiras que estava passando resolveu aceitar a proposta. Disse também que todo o planejamento da viagem foi feito pela pessoa que o contratou lhe dando a quantia antecipada de R$ 5 mil reais para custear suas despesas durante a viagem. Disse ainda que saiu do Brasil no dia 18/11/2016 no percurso Florianópolis/Zurique/Barcelona/Amsterdã e que ao chegar em Amsterdã na Holanda ficou hospedado num hotel onde uma pessoa que falava português lhe entregou a mala já pronta com a droga escondida através de um fundo falso. Por fim disse que quando chegasse no Brasil receberia orientações de como deveria proceder para que a droga fosse entregue.

Compartilhe